Uma Sublime Beleza em Leuven

Em Leuven há uma outra pequena cidade dentro dela que é património mundial, o Groot Begijnhof. Surgida no século XIII é hoje um pequeno e encantador puzzle de relaxamento e sublime beleza, com uma sucessão de ruas, jardins e pontes, acompanhados de uma arquitetura singela e bela, esteticamente flamenga.

No passado, até aos anos oitenta, serviu de alojamento para piedosas senhoras que viviam de forma sincera o verdadeiro espírito da caridade e solidariedade com um modo de vida desprovido de vaidades tão dominantes na igreja da época.

No presente abriga estudantes, professores e funcionários de várias partes do mundo que juntos formam a mais antiga universidade católica na Europa.

Het Groot Begijnhof
Schapenstraat, 3000 Leuven
Aberto ao público

Tot ziens! 🙂

Anúncios

Leuven, simplesmente

Se eu pudesse representar Leuven, utilizaria a arte do desenho geométrico com preenchimento em cores quentes, pois o que senti ao visitá-la foi a beleza da arte com o sentimento de jovialidade em cada esquina.

O seu relevo não é tão plano quanto a maioria das cidades flamengas, mas o caminhar faz-se de forma fácil, talvez porque está-se sempre à espera de encontrar um sorriso, de tropeçar em alguma brincadeira de jovens ou mesmo de ouvir gargalhadas despretensiosas.

O que será que confere à Leuven esse estado de graça ? Ser a capital da cerveja ? Ser uma cidade universitára ? Não sei afirmar a resposta, mas sei que o seu charme vem muito de uma vida boemia que se nota perfeitamente ao longo de suas praças repletas de cafés, bares e pessoas !

O “ar” de Leuven é uma mistura de encantos… História, arte, cultura, conhecimento, modernidade, movimento, alegria. Tudo isso atribui à Leuven o crédito de que vale a pena conhecê-la.

Câmara Municipal
Câmara Municipal

Oude Markt
Oude Markt
Oude Markt
Oude Markt

Tot ziens! 🙂

Morangos Belgas

De bicicleta, em Sint-Niklaas, sigo por uma ciclovia para mais um curto passeio em busca da beleza e eis que descobri o sabor, numa plantação de morangos belgas. Uma outra paixão nacional que pode ser comprada a qualquer hora do dia em caixas automáticas, semelhantes às que se compra pão.

Os belgas gostam tanto de morango (aardbei) que são capazes de preservar um museu, o Musée de La Fraise, em Wépion, próximo à cidade de Namur. http://www.museedelafraise.eu/

Tot ziens! 🙂

Lille e o seu Centro

Está-se na Bélgica, dá-se um salto e está-se em França!

Foi o que fiz, mas parece que o primeiro contato visual mostra-me que o salto saiu torto. Não saiu ! Estou em Lille ! A cidade mais flamenga em França.

Mais atenção, pois antes de dar o tal salto, é bom saber que Lille em terras flamengas chama-se Rijsel.

Grote Markt Lille
Grote Markt Lille

Tot ziens! 🙂

Dendermonde

Sinto que toda cidade que “vive” em torno de um rio tem uma peculiar e sublime beleza. Não importa se é uma grande ou pequena cidade. O que importa é que ela tem a dádiva de conter mais um elemento da natureza, o que só por isso já lhe transmite beleza.

Assim é Dendermonde. Atrevo-me a dizer que sem a presença do rio Dender, esta pequena cidade flamenga, situada na Bélgica, simplesmente não existiria aos olhos de viajante.

Rio Dender
Rio Dender

Grote Markt de Dendermonde
Grote Markt de Dendermonde

Câmara Municipal de Dendermonde
Câmara Municipal de Dendermonde

Tot ziens! 🙂