Adultério, Paulo Coelho

Após ler Adultério, de Paulo Coelho, uma narrativa em alguns momentos confusa com personagens entediantes, salva-se o cenário de Genebra. Retirei-o da estante, mas como tudo não é perdido deixei em seu lugar uma pequena pérola encontrada em seu interior:

Você não escolhe sua vida: é ela que o escolhe. E se o que lhe foi reservado são alegrias ou tristezas, isso está além da sua compreensão. Aceite e siga em frente. Não escolhemos nossa vida, mas decidimos o que fazer com as alegrias e tristezas que recebemos.”
Paulo Coelho, Adultério.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s