Viajar é Arte de Viver

Guest Post : Viajar é Arte de Viver

Fiquei muito feliz em ser convidada pela Isadora. O blog Vai Sem Medo é uma inspiração para mim e um post seu sobre o livro A Arte de Viajar, do Alain de Botton mudou o meu olhar quando viajo.

Eu não viajo sozinha. Viajo com a minha família. E, apesar de algumas vezes discordarmos, de alguns conflitos entre as crianças, eu adoro estar com eles em viagens.

Mais o meu sentido de viajar mudou muito depois do livro. Eu escrevi um post sobre esta mudança em meu blog, O Miau do Leão. Resumindo, até cada pequeno passeio que faço, mesmo a pé ou com minha bicicleta, tornou-se uma viagem, um estado de viver. Eu sinto-me mais, eu observo mais, eu encaro mais, eu penso mais sobre quase tudo que está à volta.

Viajar em família requer uma preparação cuidadosa. Desde ver com muita antecedência se os passaportes estão válidos, ter atenção a uma apropriada hospedagem e estudar meios de locomoção no destino, bem como uma lista individual que mantenho atualizada com solicitações para cada tipo de destino.

A maior viagem da vida que fiz foi mesmo ter deixado o Brasil e construir família em Portugal. Depois de 14 anos a viver em Portugal, onde apesar de ser a mesma língua, não é fácil viver sendo brasileira, partimos para a grande aventura que tem sido viver na Bélgica flamenga. Agora já não estou só, somos, sobretudo, quatro grandes amigos nas viagens da vida. Aqui sinto que não sou “a brasileira”. Eu passei a ser apenas eu.

Quando viajamos sempre nos surpreende as referências que encontramos sobre o Brasil em outros países. De onde será que vem essa simpatia dos estrangeiros pelo nosso país? Foi surpreendente em Curaçao quando o senhor holandês, dono do restaurante, começou a falar comigo um pouco em português. Foi surpreendente quando em Skiathos ao ir a um bar deparo-me com uma grande bandeira do Brasil. Pensava ser ele brasileiro, mas era um grego apaixonado pelo Brasil, que nunca lá tinha ido.

Mais outra coisa que nos deixa feliz é de repente ouvir alguém falando em português. Ouvir o português, seja qual for a sua pronúncia, dá um sentimento de alívio, de estar em casa. É também, neste momento, que me dou conta do quanto é bela a minha língua materna.

Além dos meus 3 queridos companheiros de viagem, sempre levo um outro querido companheiro, um bom livro. E assim, posso aproveitar e fazer uma viagem dentro de outra viagem. E posso também viajar a países que talvez eu nunca poderei estar por barreiras que a nossa sociedade criou.

Já conheci muitos países. A minha melhor dica é que não esqueçam de viver. Viver cada detalhe, cada paisagem, cada sabor… Abra os braços, respire fundo e diga: Eu estou aqui, vida.
miau

Sobre a Silvana: Sou O Miau, mas meu nome verdadeiro é Silvana. Tenho dupla nacionalidade, brasileira e portuguesa. Vivo desde Agosto de 2014 com minha família na Bélgica. Tem sido uma grande aventura ! Minha formação académica é na área dos números, mas adoro tentar dominar as letras desafiantes. Já escrevi um livro sobre um tema em história da matemática e tenho um blog, O Miau do Leão, onde tento transmitir um pouco do que sinto desde que chegamos a este país, seja sobre viagens, livros, música,… Um novo capítulo em minha vida. Vem comigo!

Tot ziens! 😉

Anúncios

17 comentários sobre “Viajar é Arte de Viver

  1. Silvana que gostosa sua narrativa sobre suas viagens. Trago excelentes lembranças das minhas. Principalmente das que me aventurei a fazer sozinha. Essa é uma experiência que todos deveriam de fazer pelo menos uma vez na vida. Sempre saímos enriquecidos de cada viagem feita.
    Abraço!

    Curtido por 1 pessoa

    • Obrigada, Roseli.
      Todas as vezes que eu viajo é como se eu voltasse a nascer de alguma forma. Eu gosto de saber algo sobre a história do lugar, gosto de provar a comida, de conversar com os nativos, faz-me mesmo muito bem.
      Algumas pessoas já me disseram que nã podem viajar por algum motivo, mas eu gosto de tornar os meus pequenos passeios, aqui mesmo na cidade, uma viagem. Eu descubro uma nova iguaria para comer, eu observo as pessoas, olho as árvores. Tento fazer o meu dia diferente, uma viagem de vida.
      Abraços e volte sempre.

      Curtido por 1 pessoa

  2. Haha eu gosto muito do meu nome, mas aqui na Bélgica é raro me chamarem. Chamam pelo nome de família.
    No Brasil é mais pelo diminutivo, Sil ou Silvaninha. Rsrs
    Uma vez, eu fiz escala em Milão entrou no avião uma garotinha italiana chamada Silvana, super levada. A mãe estava sempre a lhe chamar a atenção, e chamava o meu nome. Eu não conseguia me concentrar na leitura. Rsrs
    O livro é muito bom. Eu acho. Há gratuito na net.
    Abraços

    Curtir

  3. Que legal saber mais de você. Saber que o Miau do Leão tem um nome: Silvana, rsrsrsrs
    Qual é o nome do seu livro? Fiquei curioso.
    Parabéns pela liberdade de viver sendo quem é. Liberdade e vida são distantes apenas na construção das palavras.
    Abraço.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s