Na terra de Karl Marx

E a última cidade foi Trier. Será que com o título deste post, e por ter tirado uma foto junto a estátua de Karl Marx, e ainda mais vestida com uma blusa vermelha, vão me chamar de comunista, esquerdista,… ? 😂

Brincadeiras à parte, vamos ao passeio!
Foi uma visita relâmpago a esta cidade com traços da cultura romana e com um filho da terra muito famoso.

O primeiro ponto turístico foi a estátua de Karl Marx. Era suposto também visitar a casa em que nasceu, e que atualmente é um museu, mas infelizmente, não havia tempo disponível para absorver mais conhecimento. Foi mesmo uma pena.

IMG_20190701_155636528.jpg

Bem próximo a estátua famosa está um marco importante da civilização romana nesta cidade, a Porta Nigra.

IMG_20190701_160415854_HDR.jpg

Em seguida, fomos conhecer aquela que dizem ser uma das mais belas praças do país, Hauptmarkt.

IMG_20190701_161654751_HDR.jpg

E foi tudo, porque como escrevi no post anterior, já não havia muito tempo disponível, e no dia seguinte um compromisso logo cedo. A nossa pressa foi tanta que torci o meu pé esquerdo. Logo o esquerdo! Maldição! 😂 Só comigo mesmo. 😂 E fui ao compromisso no dia seguinte mancando e com analgésico.

Vamos ver o filme desta cidade e espero por vocês no último post deste passeio, que será sobre gastronomia. 🙂

8 comentários sobre “Na terra de Karl Marx

    • Rsrsrs rindo aos litros.
      Essa espécie q surgiu é um vírus que vez por outra surge no ciclo da humanidade. A única maneira de vencê-los é se alimentar de conhecimento com tempero de racionalidade e humanidade.
      Eles pensam que pessoas como eu, não contaminada, só se alimenta de molusco, mas o meu cardápio vai muito além.

      Curtido por 1 pessoa

  1. Assim que essa pandemia doida passar, quero fotografar as estátuas do Tio Karl na Alemanha. Acho incrível como a Europa, no geral, preserva as estátuas, os espaços públicos, em reverência às figuras importantes da sua cultura, sociedade, história, etc. No Brasil, seguem homenageando estupradores em placas de rua e decorando praças (leia-se brejos de crack) com estátuas medíocres abandonadas. Será que os defensores da miséria chegam pra chiar? rs

    Curtido por 1 pessoa

    • Não faz muito tempo e depredaram várias estátuas do antigo rei belga Leopoldo II. Acontecem algumas situações de irreverência como colocar cones (Edimburgo), máscaras um pouco por todo lado. Qto ao Brasil, não o reconheço mais.

      Curtir

      • Penso que certas depredações são até bem-vindas. Nos Estados Unidos foram atrás de derrubar monumentos icônicos do racismo. Pela Europa, acompanho um pouco da movimentação da população sobre alguns monumentos. O sentido de criação de estátuas em muitos países pass bastante por uma demanda popular e cultural, embora, ainda se veja muito de “masturbações políticas” e tradicionalismos cegos em alguns casos e cantos. Acho que História é sempre importante, mas nem tudo merece espaço ao ar livre, onde a população vai ser obrigada a conviver no cotidiano. Algumas coisas tem espaço no museu e outras devem preencher as ruas pra dar voz e representatividade pra uma comunidade.

        Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s