Como água para chocolate, o livro

images.jpegOs sabores da Albânia inspiraram-me para a leitura de alguns livros de culinária. Um deles foi Como água para chocolate, de Laura Esquivel. Um livro repleto de interessantes receitas que abrem cada capítulo.

O livro tem 12 capítulos. Cada capítulo refere-se a um mês do ano. A vida da personagem Tita, a responsável pelas receitas, recheia cada capítulo. Ela, que graças a um parto incomum, apaixona-se profundamente pela cozinha, onde passou a maior parte da vida. 

É a neta de Tita que vai narrar a vida da avó e família. Uma família que tinha uma tradição passada por gerações: a filha mais nova deverá cuidar da mãe até o dia da morte desta. A filha mais nova não podia casar e ter filhos.

Tita não fazia distinção entre lágrimas de alegrias e de tristeza. Rir era uma forma de chorar. Inconformada, perguntava-se: Que tipo de pesquisa havia estabelecido que a filha mais nova, e não a mais velha, é mais apta a cuidar da mãe.

A mãe de Tita não lhe dava descanso, mesmo que uma tarefa feita por Tita estivesse impecável. Dizia a mãe: O preguiçoso e o mesquinho acabam por percorrer o mesmo caminho duas vezes. A sua mãe, Elena, começou a matar Tita, aos poucos, desde que era criança.

Cenas de costumes antigos aparecem no livro, como o lençol de seda branca da noite de núpcias, no qual bordavam um contorno delicado ao centro com uma abertura feita para revelar somente as partes essenciais da noiva e permitir a intimidade conjugal. Quando o ato estava consumado, o noivo saía do quarto antes que ela tirasse a coberta.

O título do livro é uma expressão que revela o frequente estado de Tita, que estava literalmente “como água para chocolate”: a ponto de transbordar com fervura. Como estava irritada!

Uma das irmãs de Tita, a Rosaura, protagoniza a luta pelo mesmo homem. Muitas vezes, elas estavam como água e azeite fervendo!

Uma das cenas de Tita preparando uma das receitas do livro, inspirou-me verdadeiramente. Desde já, lembrando que tenho especial admiração pela culinária mexicana. O México que é o palco deste romance. Fui atrás de todos os ingredientes e mãos à obra. O resultado foi o da imagem abaixo, que acompanhou um rico feijão coberto com queijo ralado, como estava indicado no livro.

IMG_20191006_143807797.jpg

Arroz com banana da terra

4 bananas da terra picadas e maduras
500g de arroz
100g de bacon em cubos
2 dentes de alho fatiados
1 cebola fatiada em meia lua
Cebolinha picadinha a gosto
Sal, azeite e pimenta

  • Frite o bacon lentamente até derreter bem a gordura.
  • Enquanto isso pique a banana em cubinhos
  • Junte a banana e doure em fogo alto até tostar
  • Retire o bacon e a banana, reserve
  • Doure a cebola e adicione o alho junte com metade da banana reservada.
  • Adicione o arroz fervente um pouco de azeite e misture bem.
  • Tampe a panela e descanse por 5 minutos
  • Sirva salpicando a cebolinha

Segui as dicas do vídeo abaixo: arroz com banana da terra chef Taico

Até ao próximo post !;)

5 comentários sobre “Como água para chocolate, o livro

      • Se não estou enganada, ou confundindo filmes, tem uma cena em que ela cozinha para muita gente. A mesa está posta ao ar livre, e pessoas tristes vão sentando. Talvez seja uma festa. Conforme os pratos são servidos, as pessoas vão se alegrando, se abraçando, se beijando…É bem bonita. Como disse, vi esse filme duas vezes, mas não entendi o nome. Só agora com seu post: como água para chocolate, como fervura. É incrível como demora pra gente entender certas coisas… Mas, e daí, né? O importante é que a “chave” venha. Valeu.

        Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s