Pela trilha da BD “Street Art”, Bruxelas

Seguir pelas ruas cômicas de Bruxelas é um bom tônico para suportar os frequentes dias cinzentos. O tempo resolveu fazer sua graça, e fez-se um lindo dia ensolarado. Na calçada encontro duas perguntas:

IMG_20200312_105858076
Rue des Bogards
IMG_20200312_105918254_HDR
Rue des Bogards

Na cidade onde há um museu da banda desenhada/história em quadrinhos (post 2015), no país onde as bibliotecas públicas possuem um espaço dedicado ao gênero, onde nasceu o mestre Hergé que criou o Tintim, onde Peyo (Culford) criou Os Smurfs/Os Estrumpfes, … tinha que trazer a magia dos quadrinhos para a rua.

IMG_20200311_204901583

IMG_20200312_110009010_HDR

IMG_20200312_113552979_HDR

IMG_20200312_120820105_HDR

Itinerário: Rue de La Gouttière, Rue de La Chaufferette, Rue de Bon Secours, Rue de l’ Ecuyer. E há muito mais a ser descoberto!

E as lojas que cultuam esta arte…

IMG_20200312_114149253
Boulevard Maurice Lemonnier

Ou ainda uma loja do Harry Potter…

IMG_20200312_114400472_HDR

Até ao próximo post!

5 comentários sobre “Pela trilha da BD “Street Art”, Bruxelas

  1. Bruxelas tem excelentes pinturas murais de heróis da BD e não só, assim como as livrarias existentes deliciam qualquer apreciador de BD franco-belga.
    Há uns 8 anos quando aí estive com o meu companheiro foram muitas as que procuramos e fotografamos. Aliás, seguimos mesmo um circuito. Gostei imenso! Agora as pinturas murais e muitas de excelente qualidade abundam por todo o Portugal, mas nessa altura ainda existiam poucas.
    Aprecio imenso esse tipo de street-art!

    Curtido por 1 pessoa

    • É uma paixão por aqui. Lembro da aldeia do Livro, Redu (fiz um post) e eram estantes, caixas na rua,…
      Não sei como está agora no Brasil, mas durante a minha infância e adolescência, a BD era mal vista, quase demonizada por alguns, então ter conhecido esse culto à BD foi algo que libertador, um outro mundo.
      Por exemplo, aqui não há problema se um professor oferecer BD no fim de ano aos seus alunos ou ser um dos prêmios de um torneio de xadrez.
      Eu gosto imenso de Street Art. Tenho sempre um olhar para essa arte qdo visito um país.

      Curtido por 1 pessoa

  2. Nossa, viajei cá ao ler-te… me lembrei das viagens de fim de semana que fazia a outros paises-cidades para descobrir cenários. Dizia que estava a colecionar livrarias porque sempre conhecia algo singular. Me lembro que em Londres, me deparei com uma seta indicando o piso inferior, desci as escadas e ao abrir a porta um café muito acolhedor com uma mini-livraria ao lado, especializada em poesias. Livros muitos, de todos os tamanhos. Sai de lá com vários. Depois, foi na Suiça que descobri uma relojoaria em que o dono dialogava com os clientes e conduzia a parte de trás, uma livraria. rs
    Aqui em São Paulo, os cenários são Cafés de todos os tipos, tamanhos e com aspectos únicos. mesas bem merecidas que nos convidam a ler, beber e dialogar. Essa quarentena precisa passar logo. rs

    bacio e grazie pela viagem

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s