O Gambito da Dama, a série

(Sem spoiler) O Gambito da Dama (The Queen’s Gambit) é uma série com 7 episódios, e que foi baseada no romance de Walter Tevis, o mesmo autor de O Homem que Caiu na Terra, também adaptado para o cinema. Eu “engoli” rapidamente os episódios acompanhada dos filhos, e juntos, foi possível rever um mundo que já esteve presente em nossas vidas.

O xadrez é o tema central, no período da Guerra Fria, entre os anos 50 e 60, e numa época que os homens dominavam o xadrez. Surge uma jovem orfã com um enorme talento, mas com uma vida regada de problemas que vão desde a morte da mãe, passagem por orfanato, alcoolismo, dependência de medicamentos, boas e más influências de amigos, etc.

Algo que nos chamou a atenção é que os personagens pareciam ser, em certa medida, a representação de grandes mestres do xadrez. Por exemplo, a jovem talentosa Elisabeth Harmon (interpretada pela igualmente talentosa Anya Taylor-Joy) seria inspirada no Bobby Fischer, grande mestre de xadrez americano. Chegamos a essa conclusão devido o título da série e o comportamento da personagem principal. O gambito da dama seria a abertura preferida de Fischer, mas Harmon gostava da abertura siciliana.

Vale a pena conferir o trailer da série…

Até ao próximo post!

39 comentários sobre “O Gambito da Dama, a série

  1. Vc só viu 4 séries? Quais foram essas? Tem muita coisa boa, mas também tem muitas que só enrolam e seguem em dezenas de episódios temporadas só pra manter-se comercialmente falando. Vou incluir essa na lista, não tinha ado atenção mas gostei do trailer.

    Curtido por 3 pessoas

  2. Olá, Silvana. Será que é o template escolhido pro blog que faz permitir inserir vídeos do Youtube, assim, dentro do corpo do texto? No meu WordPress eu até consigo inserir vídeos na lateral do blog ou até colocar links de vídeos, mas eles não aparece assim com a imagem de capa e o player pra tocar direto pelo blog. Você saberia dizer como faz? No meu WordPress parece que esses recursos com vídeo, só são permitidos em planos pagos. Obrigado.

    Curtido por 1 pessoa

    • Olá, Rodrigo ! Vamos ver se eu entendi… Vc usa o novo editor do WordPress? Eu penso q é o novo editor, e não o template escolhido.
      Neste post, não sei o motivo, foi fácil. Simplesmente, seleccionei a url no YouTube, copiei e colei diretamente na área de edição do post.
      Já o vídeo que coloquei no meu último post, o da vaca em Soajo não foi simples. Fiz o copy+paste, mas ele não queria aparecer com a mesma visualização do post da série Gambito da Dama, então tive que ir na programação html e corrigi-la manualmente até ficar com essa visualização de vídeo. Para fazer isso, olhei a programação html do post do Gambito da Dama, porque eu não memorizo a sintaxe do html, então analizo o erro.
      Espero tê-lo ajudado.

      Curtido por 1 pessoa

    • O novo editor já está no Brasil. Muitos estão se queixando. Eu ainda consegui usar o antigo por muito tempo. Qdo eu entrava para escrever, perguntava se queria experimentar o novo e eu sempre negava até q um dia essa opção de escolher entre o antigo e o novo desapareceu. Com o novo tenho muitos problemas e ele utiliza blocos de texto.

      Curtir

      • Sim, o novo editor com esses blocos de texto, apresenta falhas por aqui também. Às vezes quero apagar um parágrafo, e não funciona. Além disso, quando ele cisma de tratar dois parágrafos como o mesmo bloco, fica praticamente impossível de separá-los. Tem que fazer um monte de manobras. Só dá mais trabalho. Dizem que é pra facilitar, mas só complicou ainda mais. Ficou mais lento, inclusive. Eles não ouviram a frase “Não se meche em time que está ganhando”. Eu gostaria muito de trabalhar num projeto de programação relacionado à essas plataformas. Tem tanta coisa que precisa ser mudada. Mas eles não conseguem pensar pela visão do usuário. Por isso que tanta gente prefere nem pagar os planos do WordPress. Não dá vontade de investir dinheiro em algo tão desleixado. Acho que eles deveriam fazer como o Youtube, e deixar tudo gratuito, monetizando quem tivesse um determinado número de inscritos e visualizações. Isso motivaria as pessosas aa criarem e ainda poderiam alcançar esse objetivo se os recursos de design e templates estivesse completamente gratuitos. As atuais diferenças entre as opções gratuitas e pagas são um freio forte pro avanço do blog e não são exatamente um incentivo ao usuário em fazer disso uma profissão. O pensamento do WordPress é: “Vamos manter tudo ruim nas versões gratuitas, pra que o usuário se estresse e prefira ir pros planos pagos pra ter as coisas de um jeito mais decente”. Toda plataforma de internet que pensa assim, já começa errado. Acho que se você quer atrair usuários e anunciantes, ofereça seus melhores recursos pras que o usuário faça o melhor uso desses recursos e torne a própria plataforma um sucesso de visita, bem recomendada, bem popular, bem quista, etc. Eles que são os capitalistas, deveriam ser os primeiros a saber ganhar dinheiro explorando um meio de produção privado em cima de tantos internautas. Mas não podemos exigir muita visão e intelecto de uma equipe que ainda não dominou sequer o texto, que é dos elementos mais simples de se editar na internet, há, pelo menos, uns 30 anos. Imagina se eles tivessem que lidar com conceitos e mídias mais complexos. Acho que perderiam fácil a concorrência com qualquer jovem entusiasmado programando em casa por hobby. A maioria dos projetos ‘open source’ são referência mundial de qualidade e começaram sem nenhum centavo de apoio. As empresas que possuem bilhões não conseguem fazer o mesmo?

        Curtido por 1 pessoa

  3. Eu adoro séries curtas porque me desanima mil e tantos episódios. Mas não tenho Netflix.
    A pessoa aqui é aquela: tudo mundo tem netflix e eu tenho prazer em dizer “não tenho”
    Outro dia me disseram que eu perco muita coisa boa. Dei uma rápida espiada na minha estante e sorri.

    Ah, li o comentário sobre o novo editor do wordpress acima e, apanhei um pouco para me acostumar a ele mas, foi uma questão de me adaptar mesmo e hoje eu adoro. Simplificou bastante o meu trabalho com os blogues. Produzo conteúdo para dois outros blogues, além do meu pessoal. Mas deu trabalho para compreender o que eu chamo de Uncle Guty. rs

    bacio

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s