A feira

Quinta-feira é dia de feira (ou mercado) na praça principal de Sint-Niklaas, que é a maior praça central da Bélgica

Os vendedores chegam com seus caminhões ou roulottes (trailer) ainda bem cedo, pois o mercado vai das 7 às 13hs. A tradição tem mais de 500 anos na cidade.
Cerca de 170 vendedores do mercado vendem seus produtos e proporcionam uma atmosfera acolhedora e típica do mercado. Eles oferecem uma ampla gama de produtos: alimentos, plantas, roupas, utensílios domésticos, artigos para bicicleta, cd’s e muito mais.
Raramente, vou à feira, mas aproveitei essa oportunidade para registrar uma foto a partir da escadaria da prefeitura. Era uma manhã de feriado e havia muita gente, como eu tenho vergonha de tirar fotos entre muitas pessoas só ficou esta foto geral.
Ir à feira traz um tempo que não volta mais, quando eu ia com minha mãe à feira no bairro de Casa Amarela, em Recife. Após ajudá-la, eu ganhava um pastel de feira e para beber um copo de caldo de cana de açúcar. Aqui não há pastel, nem caldo de cana de açúcar, mas pode-se comer hambúrguer, hot-dog, lumpia, croquetes de peixe, etc.

Agradeço a leitura e até ao próximo post!

Clarice Lispector LV

Aos pedacinhos vamos conhecendo e tentando entender a escritora Clarice Lispector. Ela que se definia como um mistérido para ela mesma. “Simpleslente asim, eu sou eu e você é você. É lindo é vasto.”

Mas há a vida
  “Mas há a vida que é para ser intensamente vivida, há o amor. Há o amor. Que tem que ser vivido até a última gota. Sem nenhum medo. Não mata.”

Um caderno escolar
“Desabrocho em coragem, embora na vida diária continue tímida. Aliás sou tímida em determinados momentos, pois fora destes tenho apenas o recato que também faz parte de mim.”

“Como brasileira seria de estranhar se eu não sentisse e não participasse da vida do meu país. Não escrevo sobre problemas sociais mas eu os vivo intensamente e, já em criança, me abalava inteira com os problemas que via ao vivo.”

Doar a si próprio 
“No amor felizmente a riqueza está na doação mútua. O que não significa que não haja luta: é preciso se doar o direito de receber amor. Mas lutar é bom. Há dificuldades que só por serem dificuldades já esquentam o nosso sangue, que este felizmente pode ser doado.”

Loucura diferente 
“A loucura dos criadores é diferente da loucura dos que estão mentalmente doentes. Estes, entre outros motivos que desconheço, erraram no caminho da busca. São casos para médicos, enquanto os criadores se realizam com o próprio ato de loucura.”

O “verdadeiro” romance
… “E eu, que já viajei bastante e não quero mais viajar, como é que nunca me ocorreu nem ocorrerá jamais escrever um livro de viagens? Com perdão da palavra, sou um mistério para mim. E, ainda fazendo parte deste mistério, por que leio tão pouco? O que era de se esperar é que eu tivesse verdadeira fome de leituras. Também para ver o que os outros fazem. No entanto só consigo ler coisas que, se possível, caminhem direto ao que querem dizer. Não, positivamente não me entendo.”

Até ao próximo post!

Um passeio por Brugge

Brugge, na Bélgica, é uma cidade com traços medievais. O seu centro histórico é patrimônio da UNESCO. A cidade cresceu devido a manufatura de tecidos na época medieval. Tornou-se assim um dos principais pólos comerciais da Europa graças aos seus canais com ligação ao mar. Inclusive, foi lá que surgiu a primeira bolsa de valores do mundo.

A cidade está localizada na região flamenga da Bélgica. O idioma principal é o holandês. É, sem dúvida, uma das cidades mais bonitas do país. Atualmente, a cidade é conhecida por suas lojas de chocolate e cerveja. E também pelo seu mercado de Natal.

É sempre agradável um passeio nesta cidade. Não é o meu primeiro post sobre ela. Você pesquisar mais no menu do blog.
Vem comigo fazer um curto passeio em fotos, e assistir ao vídeo que fiz com mais imagens!

A cidade com sua arquitetura medieval convida-nos a caminhar por suas ruas sem compromisso de tempo. A medida que nos aproximamos do centro histórico aumenta o número de turistas de todo o mundo.

um antigo hospital

Parar numa de suas esquinas para admirar sua imponente catedral e o toque dos seus sinos.

Suas lojas convidam-nos a entrar, ou simplesmente, admirar suas vitrines. Era semana da Páscoa e esta vitrine mostrava antigas fôrmas metálicas de ovos de Páscoa, fotos e cartões antigos.

Ou a seguinte, que é um trecho de um extenso muro com quase todas as cervejas belgas.

Não deve ser fácil pedalar por suas ruas de paralelepípedos com muitos turistas, mas elas estão por todo o lado e até mesmo na decoração de um estacionamento pago só para elas.

E agora o curto vídeo que fiz com mais imagens de Brugge. Desta vez, deixei o som ambiente para se ter uma melhor realidade. Vem comigo!

Até ao próximo post!