Baú aberto 25 – Aniversário

Faz tempo que não escrevo nada para ser colocado neste baú. Escolhi hoje para voltar a abri-lo por ser um dia especial.
É, hoje é o meu aniversário. Aconteceu de ser feriado na Bélgica, e assim ter tempo para escrever.
Esta semana conheci uma música que eu acho que nunca a ouvi antes. Conheci-a ao assistir o show de jubileu da rainha. Eu não conhecia também a banda. Fui pesquisar sobre a banda ainda enquanto assistia sua apresentação. E perguntei-me: Como nunca ouvi essa música? E a banda? Onde eu estava com a cabeça quando foi lançada?  Afinal, representa um gênero musical que rapidamente me identifico. Linda melodia e letra.
É, neste dia eu fui um dia bonito para alguém. “Alguém” muito especial, a minha mãe. É graças a minha mãe que me espelho para vencer os obstáculos que vão surgindo. O medo é grande, é como se ainda eu fosse criança a precisar de colo. Quem sabe a minha história, sabe que só o amor explica, mas nem todos sabem ser amados, e buscam aventuras de tostões. Eu entendo que precisamos viver o presente, pois é o que temos, mas isso não valida riscar o respeito, o companheirismo, esquecer as lutas e as vitórias. Há limites para tudo, principalmente para a falta de respeito. Isso vale para todas as relações que temos. Eu dei o meu melhor, mas parece não ter sido suficiente. Eu vivo o presente, mas sem esquecer que posso ter ainda um amanhã e dias bonitos. Sigo de cabeça erguida. 
Passou na minha vida um trem que parecia querer ir até ao fim do trilho. Engano. Um trem perturbado que acabou por não se revelar realmente um trem, mesmo assim fui empurrando os vagões, mas o trem insistiu várias vezes em seguir outros caminhos por mais que eu e outros conhecedores dos trilhos da vida avisa-se sobre as consequências de seguir outro trilho. Até que chegou o limite das minhas forças. E pensei: O que eu estou a fazer comigo? Chega! Sigo a trilha com meus dois preciosos vagões. 

Hoje era esperada muita chuva, mas amanheceu um dia lindo de céu azul. A primeira mensagem que li foi de minha mãe e agradeci por ainda poder receber mensagens dela.

Um dia como este. Vamos ouvir?

Agradeço a leitura e até ao próximo post!

33 comentários sobre “Baú aberto 25 – Aniversário

  1. Realmente um dia super especial: pelo seu nascimento e pela sua mãe por ter te trazido ao mundo. Tenha um dia super especial. A música é ótima, embora eu goste de rock dos anos 70, mas mantenho a mente aberta para inovações. Você fez um post muito divertido e, acima de tudo, destacou o que uma mãe significa para uma. FELIZ ANIVERSÁRIO
    Manel Anjel.

    Curtido por 1 pessoa

  2. Minhas muitas felicitações, Silvana, por celebrar sua vida passagem de mais um trem, ou melhor, de mais um ano. Tu estás a parecer que nasceu nas Minas Gerais: vai gostar de um trem assim, uai. Mas, quem não gosta de um trem bão como a vida, não é sô?
    Felicidades e muita vida nos anos que ainda viverás..

    Curtido por 1 pessoa

  3. A vida continua, mesmo quando os trens percebem que os destinos são diferentes. Que o seu, com os seus vagõezinhos encontrem o que precisam e desejam. Com saúde e amor.
    Muitos parabéns, mesmo que com algum atraso. Siga em frente com todo o seu potencial. A Vida merece-nos isso!

    Curtido por 1 pessoa

  4. Olha que legal, fazemos aniversario no mesmo mês. eu sou dia 04, Infelizmente não estava acompanhando as redes neste período para te parabenizar mas viva a vida. Justamente por estar comemorando meu aniversario viajando pelos Lençóis Maranhenses. Muito sentimental suas declarações!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s