Comer em Budapeste

Estávamos num paraíso em matéria de culinária. Adoramos goulash, hambúrguer, sobremesas, limonada, cerveja, então estávamos no sítio perfeito, e com vantagem na moeda. Agora, com aquele calor que se fazia, o que mais bebi foi mesmo água com gás, e o que mais comi foi melancia e uvas. Lollll  Eu nunca fiz isso na vida de andar com uma garrafa de 1,5 litos de água e a passa-la na nuca, na testa, nos braços…..um desespero! Lolll A garrafa estava perto de ficar vazia, e ao invés de estar à procura de ponto turístico, eu estava à procura de um mercadinho para comprar mais água.

Enquanto estivemos lá, fizemos refeições em algumas hamburguerias bem classificadas no TripAdvisor, numa rua no centro com alguns angariadores, mas de preferência fujam deste tipo de restaurante, a experiência não costuma de ser das melhores, cedemos desta vez porque estávamos cansados de caminhar e com calor. Foi muito positiva a refeição que fizemos no Hard Rock Café Budapeste, e aproveitamos também para algumas compras em sua loja, e a melhor experiência em culinária foi mesmo ter ido ao restaurante típico Paprika, excelente comida e decoração.  Ainda voltaremos lá, se a vida permitir.

Fica com algumas imagens e com um vídeo de uma música super alto astral, que eu adorooo, e cujas as primeiras imagens são da cidade de Budapeste. Se você viu o post anterior sobre Budapeste, então vai reconhecer algumas fotos que tirei e aparecem no vídeo.

IMG_20170810_144421119
Goulash, adoro!
IMG_20170810_142705497.jpg
Sopa de Goulash
Untitled
Meus leõezinhos no restaurante típico Paprika
IMG_20170809_212510953
Sobremesa dos deuses

 

 

 

Budapeste foi super!

Até a próxima viagem, Londres!

Tot ziens! 😉

 

Anúncios

Budapeste: Que bela surpresa!

Finalmente, cheguei ao post sobre a viagem à Budapeste.

Budapeste surgiu na caminhada da minha vida de surpresa. Chegamos do Brasil nos primeiros dias de Agosto de 2017, e no dia seguinte estávamos novamente dentro de um avião. Eu que tenho um total bloqueio para fazer malas, apesar de uma lista que sigo, consegui o inimaginável em tempo recorde. Não faltou roupa para ninguém! :))) E, fiquei um pouco mais surda. Era uma estadia de 5 dias.

A viagem fez-me um bem enorme, pois a viagem ao Brasil não foi muito agradável, não reconheci mais o meu país, infelizmente.

Budapeste é uma cidade, simplesmente, linda! Foi uma surpresa pela positiva, e uma cidade que ficamos de voltar um dia. Não gostamos muito de repetir as viagens, mas Budapeste merece que essa regra familiar seja quebrada. Faltou ver muitos aspectos da cidade, porque estava um calor que nunca senti em toda minha vida.

Mais antes de continuar com o post, tenho que falar de outra grande surpresa que aconteceu em Budapeste. No início de Setembro de 2017 recebi um post do super blog Ice Paradise. E, não é que a top blogueira estava por aquelas ruas e praças ao mesmo tempo que eu. Eu em viagem com minha pequena família, e ela com amigas brasileiras e uma sueca (coitadinha da sueca, gente! Lolllll) Inacreditável, perdemos uma boa chance de nos conhecer pessoalmente. O bom da história é que andamos em contato, e combinamos de dizer para que direção vamos seguindo para não voltar a acontecer o mesmo. Bem, até o fim de Junho deste ano, vocês não vão ouvir nenhum shock de iceberg com rugido de leão.

Eu conhecia Budapeste do livro de Chico Buarque com o mesmo nome. E, já quando o li, a cidade chamou-me atenção pelo seu charme durante a narrativa. Vê-la em presença foi além das expectativas. Os lados Buda e Peste tem personalidades bem diferentes, e separadas pelo charmoso rio que dispensa apresentações, o Danúbio. Achei Buda carregada de história, enquanto Peste é a modernidade. Voltei a me sentir segura para andar nas ruas e fotografar, no entanto eu estava cansada da chegada do Brasil, um pouco surda, a sofrer um pouco do jet lag, e acabei por não tirar tantas fotos. Aconselho a ver o post do blog Ice Paradise, que está muito rico em imagens e informações.

Budapeste é uma cidade de turismo barato. A Hungria não adotou o Euro, então é uma vantagem para quem vive com o Euro. Preços baixos com qualidade, perfeito!  O único detalhe a ter em conta é que se você se afastar dos locais turísticos, e explorar o turismo em ambiente mais nativo, então vai ter alguma dificuldade em comunicação e alguma sisudez das pessoas, como foi o nosso caso, porém não é nada que não se resolva com mímica, a linguagem mundial, e paciência.

Vamos lá conhecer a bela Budapeste em imagens!

IMG_20170809_095216351
Rio Danúbio, vista em Peste
IMG_20170809_095234701
Vista de Peste
IMG_20170809_101455001
Rio Danúbio e olhando para Buda
IMG_20170809_102927503
Rio Danúbio e olhando para Buda
IMG_20170809_103454723
Rio Danúbio e olhando para Buda
IMG_20170809_103830056.jpg
Rio Danúbio e olhando para Buda
IMG_20170809_110815013
Rio Danúbio e olhando para Buda
IMG_20170809_112127216_HDR.jpg
Uma de suas lindas pontes
IMG_20170809_113034476_HDR.jpg
Em Buda
IMG_20170809_115147600.jpg
Em Buda
IMG_20170809_115257046
Vista para Peste
IMG_20170810_125236977.jpg
Uma avenida em Peste
IMG_20170810_155553362.jpg
Um lindo parque para se abrigar do calor, em Peste
IMG_20170810_165250300.jpg
Monumento em Peste
IMG_20170810_202159419
Entardecer em Peste

Vem mais um post sobre Budapeste, em breve!

Tot ziens! 😉