Na Aachen de Carlos Magno

E seguimos para Aachen

Um detalhe é importante para quem decidir conhecer esta cidade deslocando-se de carro: Não se pode aproximar do centro sem uma autorização local. Por isso, deixamos o carro no estacionamento gratuíto de uma arena para hipismo e pegamos um bus para o centro. Para retornar ao carro, no fim do dia, fomos caminhando, porque até que não era muito distante.

IMG_20190831_155831357_HDR.jpg

Em direção ao centro histórico encontramos uma Aachen movimentada e multicultural. Depois de recebidos pelas 3 senhoras acima seguimos em busca da praça central. Começamos por conhecer a praça Münsterplatz com muitas lojinhas de comércio, e algum comércio de produtos exuberantes.

Ao lado está a prefeitura construída em estilo gótico no século XIV. 

IMG_20190831_160618246_HDR.jpg
prefeitura
IMG_20190831_160839393.jpg
rua ao lado esquerdo da prefeitura

Não longe da prefeitura está o outro imponente prédio da cidade, a sua catedral. A catedral que guarda os restos mortais de Carlos Magno, que lutou pela unidade da Europa e pelo progresso da ciência. É em Aachen que se encontra a Escola Superior Técnica com maior área de cursos técnicos na Alemanha.

IMG_20190831_163312677_HDR.jpg
catedral de Aachen
IMG_20190831_162555719_HDR.jpg
túmulo de Carlos Magno
IMG_20190831_163526581_HDR.jpg
estátua de Carlos Magno ao fundo

 

Entre a caminhada da prefeitura até a catedral encontramos a Fonte dos Bonecos, a Puppenbrunnen. Ela possui bonecos articulados, e pelo que li representa as paixões da cidade: equitação, carnaval, indústria têxtil, ciência e a água simboliza a grande quantidade de fontes em Aachen. Uma pequena festa para as crianças. 🙂 Foi divertido vê-las a explorar cada pedacinho da fonte. :))

IMG_20190831_161959361.jpg
Puppenbrunnen

Ainda na caminhada entre a prefeitura e a catedral da cidade passamos por várias confeitarias tradicionais. E, claro, compramos alguns biscoitos típicos, sempre com muito zelo na apresentação.

IMG_20190831_161126440.jpg
vitrine de uma confeitaria
IMG_20190831_162303855.jpg
vitrine de uma confeitaria

Após conhecer as principais atrações turísticas, fizemos um passeio até a conhecida rua dos estudantes, a Pontstrasse (ver vídeo). Sendo Aachen uma cidade universitária não poderia faltar a rua do agito, onde há muitos bares e restaurantes. Mais para chegar até lá algumas imagens interessantes saltaram à vista: a bicicleta especial, a fonte do menino muito divertido com 2 peixes e uma estante com livros para ler de forma gratuita.

IMG_20190831_171403957_BURST000_COVER_TOP.jpg
pelas ruas de Aachen
IMG_20190831_171424156_BURST000_COVER_TOP.jpg
pelas ruas de Aachen
IMG_20190831_174120006_HDR.jpg
livros na rua para ler

 

Ainda no mundo dos livros, registrei uma enorme livraria no centro de Aachen com cerca de 3 andares, mas fiquei admirada com a quantidade de casas particulares que em sua janela da frente usavam livros como decoração. Passei a adotar esse costume em casa.

IMG_20190831_200501544_HDR.jpg
parque na Elisenbrunnen

No entanto, decidimos provar da culinária alemã no restaurante Elisenbrunnen que tem vistas para o parque que fica no domínio do conhecido prédio das fontes termais desde os tempos de Carlos Magno, a Elisenbrunnen. Vim a saber que segundo a terminologia alemã, a cidade deveria se chamar Bad Aachen, devido às fontes termais de água sulfurosa, mas ela desistiu do título porque teria de abdicar de ser a primeira entre as cidades alemãs por ordem alfabética.

Vem fazer um passeio comigo pelas ruas de Aachen com muito mais imagens ! 😉

 

Até ao próximo post! 😉

O Miau do Leão está também no Facebook, Instagram, YouTuBe e Twitter.

 

 

Em 3 países ao mesmo tempo

Aproveitando um dia do último fim de semana antes do início de ano letivo, em Setembro, e que seria um belo dia ensolarado, decidimos ir a Aachen, na vizinha Alemanha.

Entretanto, antes de chegar a Aachen, desviamos um pouco do trajeto direto e fomos até a tríplice fronteira, que não fica muito longe da cidade.

IMG_20190831_133243938_HDR.jpg
Marco da Tríplice Fronteira – Alemanha, Bélgica, Holanda

O ponto de encontro entre Alemanha, Bélgica e Holanda é um importante símbolo da unidade europeia, mas também uma atração turística, com restaurantes, parques de estacionamento, torres de observação e uma floresta que cerca o recinto, muito procurada para caminhadas e pedaladas. Um espaço agradável de se estar.

IMG_20190831_143918228_HDR.jpg
Vista para a Bélgica

O ponto mais alto da Holanda estava bem próximo do marco da tríplice fronteira com 322,5 metros de altura.

IMG_20190831_143403765_HDR.jpg
Marco do ponto mais alto da Holanda 322,5 m

Vamos conhecer o ambiente em vídeo? Vem comigo a um curto passeio!

 

Até ao próximo post! 😉

Lembrando que o Blog está também no Facebook, Instagram, YouTuBe e Twitter.