Viva o 21 de Março !

21 de Março é o  dia internacional de luta pela eliminação da discriminação racial ! Celebrado nesta data em memória ao Massacre de Shaperville (África do Sul).  Um triste acontecimento resultou numa data que hoje comemora-se com beleza e harmonia de cores e pessoas.

racisme_dag_affiche_klein

O Miau do Leão foi viver esta data em Temse (Flandres Oriental). Estava uma tarde fria e ventosa, mas o calor humano aquecia as almas. Respirava-se cultura por todos os lados. O cheiro da culinária exótica levava-nos a sonha por todas aquelas terras.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

No pequeno Grote Markt de Temse sentia-se numa pequena aldeia global: Brasil, Portugal, Espanha, Colómbia, Chile, Perú. Indonésia, Turquia, Cazaquistão, Síria, Iêmen, China, Polónia, Grécia, Bulgária, Roménia, Marrocos, … , e claro, Bélgica!

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Estavam presentes várias organizações que buscam a integração dos imigrantes. Entre elas, o Babbelonië.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Vivemos todos juntos uma tarde de diversidade cultural com alegria e paz. Uma experiência enriquecedora para crianças, jovens e adultos.

Viva o multiculturalismo !

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Tot Ziens!

Praticar o holandês (Parte II) -Babbelonië

Desejo continuar  a vos trazer algumas iniciativas existente dentro da sociedade flamenga, no caso particular, na “Oost-Vlaanderen” (Flandres Oriental), que busca integrar o estrangeiro que para a Flandres vem viver, ajudando-o a praticar o idioma.

No post anterior vimos uma iniciativa existente na cidade de Sint-Niklaas, também localizada na Oost-Vlaanderen.

Hoje, vos trago um site que descobri: www.nederlandsoefenen.be/oost-vlaanderen

Neste site é possível conhecer o projeto BABBELONIË.

download

Visite-o sem pensar duas vezes, pois com certeza descobrirá onde treinar o holandês em um grupo de conversação, em um grupo sobre temas específicos e outras sugestões. A participação é gratuita, e muito agradável.

O projeto atua em várias cidades da região, mas informações mais atuais e detalhadas encontram-se no site: www.babbelonie.be

Tenho participado no grupo Babbelonië, em Temse. São poucas horas por semana, mas que ajudam a praticar e melhor entender o idioma e os seus dialetos. Em nosso grupo temos imigrantes de vários continentes, várias histórias de vida, sempre apoiados por simpáticos cidadãos belgas que disponibilizam algumas horas de suas vidas para nos ajudar, guiados pela competente sra. Dianne Nuyts.

E, assim juntos, falamos o holandês da Flandres.