Baú Aberto 10

A música piolho…

Quem já não teve uma música piolho na vida ? 🙂 Eu já tive algumas na vida, só não esperava ter mais uma justo na virada do ano em Londres.

Possivelmente, já tinha ouvido aquela música enquanto conduzia, ou dentro de uma loja. Não sei. Só sei que o raio da música surgiu na animação do DJ, estava eu com as atenções para o London Eye. Fui logo tentar saber quem cantava, mas eu estava sem rede. Fui todo o caminho de volta a pensar na música. Era uma voz feminina e uma voz masculina. E, eu ouvia muitas vezes repetir a palavra “running”.

Busquei com a palavra “running“. Imaginem! Cheguei no apartamento que estávamos hospedados e fui logo à procura na Internet. Quando vi e ouvi… Eu disse um longo: Nãaoooooooo, não pode ser! Loollll Meus filhos ficaram curiosos. 😊  Eu não gosto de Beyoncé, nem de nada no género. Loollll

Bem, tenho de reconhecer que ela canta muito bem e que não devemos ser tão lineares, pelo menos quanto à música. A música tem uma bela letra, que combina bem com o ambiente que eu estava quando a ouvi, e talvez tenha sido isso que fez com que ela entrasse em minha cabeça como um piolho.

Vamos ouvi-la ?

Essas quatro paredes solitárias mudaram a forma como eu me sinto
A forma como eu me sinto, ainda estou aqui parada
E nada mais importa agora, você não está aqui
Então, onde está você? Eu tenho chamado ‘você, estou com saudades’ de você
Aonde mais eu posso ir? Aonde mais eu posso ir?
Perseguindo você, perseguindo você
As memorias viraram cinzas, por favor não nos enterre
Eu tenho você, eu tenho você
Correndo, correndo, correndo, correndo,
Correndo, correndo, correndo
Não vou mais correr de mim mesma
Juntos vamos vencer tudo
Não estou mais correndo, correndo, correndo
Correndo, correndo, correndo
Não vou mais correr de mim mesma
Estou pronto pra enfrentar tudo
Se eu me perder, perco tudo

Tot ziens! 😉

Baú Aberto 9

Quando as crianças superam os adultos…

Esta semana que passou, no mesmo dia, chamou-me atenção dois vídeos com participação de crianças.

Um vídeo é de uma youtuber de 5 anos, brasileira, que explica o por que dela não comer carne. Se ela está certa ou não, não vem ao mérito deste post. O que quero chamar a atenção é a desenvoltura com um tema que até muitos adultos não dominam. A criança é 5 estrelas!

O outro vídeo é mais antigo, e é de uma criança portuguesa que devia estar com os seus 8 anos, no máximo. E a desenvoltura dela de passar do português para o inglês, e a criatividade na improvisação é de impressionar.

O que me chamou atenção nestas duas crianças foi a capacidade delas em se expressar e a naturalidade de estar em frente às câmeras, bem como a doce ingenuidade tão característica da infância. Com tantas tristes notícias pelo mundo, tomar estes dois chás de infância sempre faz muito bem.

Como não se derreter com uns doces desses, vamos ver os vídeos ?

 

 

Tot ziens! 😉

Baú Aberto 7

Não entendo

Quando vejo nos fóruns (brasileiros) da maior rede social alguma notícia sobre os LGTBQ, respiro fundo e vou ver os comentários. Não deveria fazê-lo, mas tenho esperanças… ou será que sou teimosa?!

Eu tento exercitar, todos os dias, 2 simples lemas: Vive e deixa viver! e Tratar os outros como gostaria que você próprio fosse tratado (a regra de ouro). O segundo é o mais difícil, vixe, haja paciência. 🙂

Eu só gostaria de entender o por quê de ser os homens os mais incomodados, estatisticamente falando, nos tais comentários.

Pergunto-me: Humm… será este mais um hipócrita, como Wes Goodman, um republicano, casado, evangélico, representante dos “valores familiares”, e, recentemente, descoberto em relações extra conjugais de prática homossexual, sendo ele assumidamente um pregador do ódio aos LGTBQ.

5a612d2f2200004b00b4f1d7.png

Eu penso: Se você tem a certeza que é heterossexual, o que te incomoda no teu semelhante não ser? Tanto quanto eu saiba o homossexualismo não é doença, muito menos algo contagioso. Medo de que a humanidade venha a ser extinta? Espera, vou dar uma grande gargalhada. Lolllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllll

Não gosta? Então, procura tua sintonia na vida, e procura vivê-la, sem agredir.

Para os semelhantes ao sr. Wes Goodman, dedico uma música: Right Said Fred – Don`t Talk Just Kiss (1991)

 

Tot ziens! 😉

Baú Aberto 6

Esse post é especial por 2 motivos.

O primeiro motivo é por ser o Baú 6, o meu número preferido.

O segundo motivo é que o blog está quase a alcançar os 400 seguidores. É um número pequeno comparado com outros blogs. No entanto, significa muito para mim que comecei em Outubro de 2014 como forma de me ajudar na integração à Bélgica.

Então, lembrei que nunca revelei a minha face aos meus queridos seguidores, e apenas 2 deles já conhecem a minha face de outras paragens. Eu não gosto muito de ser fotografada. Um dia, o meu filho mais novo, o Miguel, de 11 anos, tirou-me uma fotografia minha e do irmão, sem percebermos. Estávamos em Waterloo, Bélgica, Outubro de 2017. Quando cheguei à casa e fui organizar as fotos, é que vi a foto surpresa e, simplesmente, adoreiiiiiii. Ele pegou-nos em uma pose natural, e achei que ficou uma foto muito estilosa, com um ângulo interessante, os nossos olhares, enfim… parecia uma capa para cd. Rsrsrs O meu filho mais velho, o que está na foto, chama-se Raphael e tem 15 anos. Ambos são portugueses. Adoroooo estar em companhia deles. São tantas emoções! Rsrsrsrs  Ok, também vou revelar a minha idade…. Vou fazer a meio deste ano um upgrade para 5.0 Rsrsrs  E, o meu nome verdadeiro é Silvana (O Miau).

IMG_20171101_155502222

Já que eu achei que parecemos uma dupla de artista na foto, então escolhi uma música que gostaria de ter cantado com ele. Espero que gostem da música.

 

Tot ziens! 😉

Baú Aberto 3

Lá vou deitar para o baú um pouco de graça e saudade.

Eu contei aqui no blog como foi o último período de neve que vivemos na cidade. O medo de enfrentar a neve de carro, fez-me utilizar minha amiga bicicleta. Afinal, eram apenas 2,5 km a vencer de ida e depois volta.

Na volta foi que tudo aconteceu.  Eram 16hs, o dia vira rapidamente noite nesta época do ano. Eu queria chegar logo à casa e fiz um movimento que eu conhecia, mas foi mal concebido. É a famosa história da perfeição ser inimiga da pressa. Movimento mal feito resulta em queda. Tudo bem, eu sou boa para cair e para parir. Rsrsrsrs

Mais uma vez, nenhuma torção ou osso quebrado, nem mesmo roupa rasgada. Eu quando sinto que vou cair, uso a técnica de me entregar ao chão o mais estendida possível. Nada de valentias em dominar o touro. Tudo ocorre de forma tão rápida, acho eu.  E vou ao chão como um sapoti, ou será uma manga, ou uma jaca dura? Rsrsrs

Já no chão, um alarme toca em minha cabeça! Levanta-te, antes que alguém resolva chamar a ambulância. Sim, aqui elas aparecem rápidas ao atendimento. E, se calhar, ainda teria que pagar as despesas do deslocamento da mesma. Rapidamente em pé, nem tive coragem de olhar para os lados, peguei a minha bolsa de bicicleta que havia saltado da mesma, limpei o pó dos joelhos, nada partido nem na bicicleta. Nem quis saber de rir de mim mesma, algo que gosto de fazer nestes momentos. Chegando em casa, fui que pude ver a mancha vermelha no joelho direito que depois transformou-se em roxa. Rsrsrsrs

E, por falar em sapoti, saudades da pimentinha (Elis Regina) em dueto com a sapoti (Ângela Maria, 88 anos), divas brasileiras.

 

Tot ziens ! 🙂

Baú Aberto 2

Tenho tanta coisa para jogar nesse Baú! Sinto, que vai me fazer mesmo bem ter este Baú, porque há assuntos que estão a me sufocar, outros que fogem a minha compreensão, muitas saudades, enfim. Mais hoje vou jogar um post que construí, ontem, no meu perfil pessoal no Facebook, e lá tenho amigos de várias nacionalidades, idades, género, orientação sexual, religião e posição política. Adoro essa salada!
Acho que consegui fazer um post que você sendo fã ou  não “do homem”, você vai rir. Vi o texto sem autoria em um comentário da rede social,  e com algumas horas de diferença, recebo no Messenger uma imagem. Perfeito! Rsrsrsrs

Olha, no que resultou…

“Donald Trump answers the question: What is 2+2?
“I have to say a lot of people have been asking this question. No, really. A lot of people come up to me and they ask me. They say, ‘What’s 2+2’? And I tell them look, we know what 2+2 is. We’ve had almost eight years of the worst kind of math you can imagine. Oh my God, I can’t believe it. Addition and subtraction of the 1s the 2s and the 3s. It’s terrible. It’s just terrible. Look, if you want to know what 2+2 is, do you want to know what 2+2 is? I’ll tell you. First of all the number 2, by the way, I love the number 2. It’s probably my favorite number, no it is my favorite number. You know what, it’s probably more like the number two but with a lot of zeros behind it. A lot. If I’m being honest, I mean, if I’m being honest. I like a lot of zeros. Except for Marco Rubio, now he’s a zero that I don’t like. Though, I probably shouldn’t say that. He’s a nice guy but he’s like, ‘10101000101,’ on and on, like that. He’s like a computer! You know what I mean? He’s like a computer. I don’t know. I mean, you know. So, we have all these numbers, and we can add them and subtract them and add them. TIMES them even. Did you know that? We can times them OR divide them, they don’t tell you that, and I’ll tell you, no one is better at the order of operations than me. You wouldn’t believe it. So, we’re gonna be the best on 2+2, believe me.””

tolo

Tot ziens! 🙂