Um passeio por Brugge

Brugge, na Bélgica, é uma cidade com traços medievais. O seu centro histórico é patrimônio da UNESCO. A cidade cresceu devido a manufatura de tecidos na época medieval. Tornou-se assim um dos principais pólos comerciais da Europa graças aos seus canais com ligação ao mar. Inclusive, foi lá que surgiu a primeira bolsa de valores do mundo.

A cidade está localizada na região flamenga da Bélgica. O idioma principal é o holandês. É, sem dúvida, uma das cidades mais bonitas do país. Atualmente, a cidade é conhecida por suas lojas de chocolate e cerveja. E também pelo seu mercado de Natal.

É sempre agradável um passeio nesta cidade. Não é o meu primeiro post sobre ela. Você pesquisar mais no menu do blog.
Vem comigo fazer um curto passeio em fotos, e assistir ao vídeo que fiz com mais imagens!

A cidade com sua arquitetura medieval convida-nos a caminhar por suas ruas sem compromisso de tempo. A medida que nos aproximamos do centro histórico aumenta o número de turistas de todo o mundo.

um antigo hospital

Parar numa de suas esquinas para admirar sua imponente catedral e o toque dos seus sinos.

Suas lojas convidam-nos a entrar, ou simplesmente, admirar suas vitrines. Era semana da Páscoa e esta vitrine mostrava antigas fôrmas metálicas de ovos de Páscoa, fotos e cartões antigos.

Ou a seguinte, que é um trecho de um extenso muro com quase todas as cervejas belgas.

Não deve ser fácil pedalar por suas ruas de paralelepípedos com muitos turistas, mas elas estão por todo o lado e até mesmo na decoração de um estacionamento pago só para elas.

E agora o curto vídeo que fiz com mais imagens de Brugge. Desta vez, deixei o som ambiente para se ter uma melhor realidade. Vem comigo!

Até ao próximo post!

Passeando em Bruxelas

Confesso que não gosto muito de ir a Bruxelas. Motivos? Maior concentração de pessoas nas ruas, outro idioma dentro do mesmo país,… No entanto, confesso que apresentar Bruxelas a quem não a conhece faz-me ter atenção a detalhes que eu não tinha notado em outras idas, e esqueço que não gosto de ir.

Foi assim que cheguei a esse teto com pinturas dos Smurfs. Criação do belga Peyo, as criaturas azuis trazem alegria ao sair da estação Bruxelas Central para ir à Grand place.

Bruxelas permite interessantes ângulos para fotografia.

O menino pequenino conhecido como Manneken Pis (pis=xixi) continua com sua gracinha. E ainda não foi desta vez que o vi vestido.

No outro extremo está a menina pequenina Jeanneke Pis que recebe moedas que irão no fim do dia contribuir para pesquisas médicas no país.

Saindo da Grand Place pela Rue Charles Buls, encontra-se outra lenda da cidade, a estátua de bronze de Everard t’Serclaes que dizem que se tocá-la trará sorte no amor,  a fortuna ou na fertilidade. Ele liderou a resistência contra a invasão flamenga à cidade. Devido a pandemia a estátua estava isolada para evitar que as pessoas esfreguem suas mãos na estátua.

Caminhando pelas ruas do centro turístico de Bruxelas mais cenas engraçadas são avistadas o Tintim, a gata na bicicleta, os deliciosos waffles que resolveram mudar de forma em uma das lojas próximas ao Manneken Pis.

O dia revelou-se um belo dia ensolarado, mas por vezes nublado, chuvoso e até granizo tivemos. Um típico dia de Abril com todos os seus ingredientes. Ainda visitamos a loja do Harry Potter, passeamos por dentro de uma livraria, e claro, o meu momento de gastronomia. Não escolhi nada típico do país, nem mesmo a cerveja. Estava com saudades de saborear um ramen, e este estava lindo e saboroso.

Espero que tenham gostado de passear comigo, e até ao próximo post!

Namur

Um dia ensolarado de inverno foi apropriado para conhecer um pouco da cidade de Namur, na Bélgica. Situada na metade Sul do país, na região  “francesa” do país. Está localizada no encontro dos rios Meuse e Sambre.

No caminho até a citadelle de Namur passamos por este monumento referente à 1a e 2a Guerra Mundial. Depois continuamos a subir para se ter a melhor vista da cidade.

A cidade é do tempo da Idade Média e a citadelle é o seu marco histórico, uma fortaleza que serviu para proteger o povo em períodos de guerra. Hoje é um local de exposições e eventos. Atualmente exibe fotos antigas em comparação com o presente.

Retornando ao centro da cidade através do teleférico para continuar a conhecer a cidade e ir ao encontro dos rios que dão charme à cidade.

Um pouco mais de Namur está no curto vídeo que fiz.

Até ao próximo post!

O país das casas feias

Gosto não se discute, mas a Bélgica leva uma fama do país europeu com as casas de arquitetura mais feia, ou se preferir, de gosto duvidoso. Essa fama é logo observada ao atravessar a fronteira quando se revela uma confusão de casas diferentes, portas e janelas diversas, revestimentos de duvidosa combinação, enfim um pouco de tudo.

fig 1 imagem Google: Ugly Belgian Houses

A situação gerou um livro sob o título “Ugly Belgian Houses”, que não foi bem recebido pelos arquitetos belgas. Alguns moradores ficaram irritados e contrataram advogados.  O seu criador já teve mesmo que suspender temporariamente a conta no Instagram.

fig 2 imagem Google: Ugly Belgian Houses

Hannes Coudenys, autor do projeto, livro e documentário, diz que costuma procurar pessoalmente de carro, mas também recebe dicas de pessoas. Quando as fotos que recebe são ruins, então ele vai até a casa para tirar uma foto melhor.

fig 3 imagem Google: Ugly Belgian Houses
fig 4 imagem Google: Ugly Belgian Houses
fig 5 imagem Google: Ugly Belgian Houses

Na rua que vivo há 4 candidatas ao livro, mas não vou correr o risco de publicá-las. 🙂 E vocês, o que acharam dessas casas ? Segue um vídeo que não é do autor do projeto com mais casas belgas.

Até ao próximo post!

Maanlicht, Bazart

Eu já falei dessa banda de Antuérpia (aqui). É uma das poucas bandas da Bélgica que gosto de quase tudo que produzem.

Eles estão fazendo sucesso este ano com Maanlicht (Luar). O início da música soa algo diferente do que o grupo costuma produzir, e lembra o antigo grupo do vocalista, o “Warhola”. Só o início mesmo, porque depois da batida, a identidade do Bazart vem com toda força sobre uma letra poética e cheia de metáforas. Bazart: “Chegará um momento em que você terá que ir. No entanto, ficarei aqui sem o Sol. Aqui ao luar.”

O Bazart canta em holandês, ou melhor, em flamengo. É um pouco como comparar o inglês da Inglaterra e dos EUA. No mundo da música não há fronteiras, vale muito o sentimento, e o vídeo ajuda muito a sentir a música numa língua pouco falada.  Ritmo sensual, vídeo igualmente sensual.

Até ao próximo post! 😉

Tyne Cot, para não esquecer

O cemitério Tyne Cot em Zonnebeke (Bélgica), próximo a Ieper (aqui), é o maior cemitério britânico e das ex-colônias inglesas no mundo, “Commonwealth War Graves Commission” (CWGC). Estão sepultados 12000 mil soldados da Primeira Guerra Mundial. Mais de 8300 soldados nunca foram identificados. Eles morreram em batalhas em torno da cidade de Ieper (Bélgica)  entre 1914 e 1918, mas a maioria deles perderam a vida na 3a. Batalha de Ieper ou Batalha de Passendale, em 1917. 

IMG_20191230_145148996_BURST000_COVER_TOP

 

No monumento que se encontra no cemitério Tyne Cot estão gravados os nomes de 35 mil soldados britânicos e neozelandêses que morreram, quase todos, entre agosto de 1917 e novembro de 1918, e que não se conhece onde ficaram sepultados no campo de batalha.

IMG_20191230_145248091_HDR

IMG_20191230_150115024_HDR

IMG_20191230_145743375_HDR

 

Os túmulos pertences a soldados judeus possuem sobre a lápide algumas pedrinhas, uma tradição judaica.

IMG_20191230_150857419_HDR

IMG_20191230_150207490_HDR

 

Dos 205 mil soldados do Reino Britânico na Primeira Guerra Mundial que foram recordados na Bélgica, aproximadamente metade não foi conhecido o local de sepultamento. Os corpos deles nunca foram achados ou identificados. Muitos deles têm escrito na campa “Known Unto God“.

IMG_20191230_145351025_HDR

Em alguns túmlos estão sepultados mais de um corpo.

IMG_20191230_151352135_HDR
6 corpos sepultados

Não podemos esquecê-los! Não podemos deixar que volte a acontecer!

IMG_20191230_151146981
Papoilas (simbólicas) que surgiram sob o campo de batalha

Até ao próximo post!

A flamenga Veurne, na Bélgica

Após caminhar na promenade de Nieuwpoort, seguimos para Veurne que dista cerca de 7 km da costa belga.

Veurne é uma cidade com uma pequena praça central, mas uma das mais bonitas que já visitei na Bélgica. Nota-se fortemente os traços flamengos na arquitetura dos prédios que circundam a praça.

IMG_20191222_173915448

Bem, a razão de seguir o passeio para Veurne foi que os meus filhos queriam patinar na pista de gelo, e esta era a cidade mais próxima com pista. Uma tradição que ocorre em muitas cidades da Bélgica durante as festas de fim de ano. Ainda não foi desta vez que tomei a coragem de enfrentar uma pista de gelo. :))

O que eu desconhecia sobre a cidade é que foi uma tropa do Canadá que libertou a cidade do domínio nazista em 8 de setembro de 1944. A cidade agradece esta decisiva ajuda com um monumento e a preservação de uma coroa a lembrar as papoilas no campo de batalha.

IMG_20191222_171054816

Segue um curto filme com imagens da praça central de Veurne e áudio original.

Até ao próximo post! 😉

Na praia em Nieuwpoort

Pouco antes das festas de fim de ano fomos dar um passeio pela promenade de Nieuwpoort, cidade costeira da flandres ocidental, na Bélgica.

IMG_20191222_162409967_HDR.jpg

Nieuwpoort está dividida em duas partes. Uma parte é a cidade antiga com sua marina e restaurantes, e a outra parte é a sua praia com seus prédios e passeio.

IMG_20191222_162336659_HDR.jpg

Era dezembro, portanto frio e vento, que só permitiu uma curta caminhada e o desejo de retornar no verão. Mesmo assim, rendeu algumas fotos e o curtíssimo filme que fiz.

Vamos conhecer a orla de Nieuwpoort?

Até ao próximo post! 😉

O blog O Miau do Leão tem sua página no Facebook, e também está no YouTuBe, Instagram e Twitter.

Momentos no campo de Alveringem, Bélgica

Estamos em 2020! 

A rotina não é algo desagradável para mim, mas fazer uma pausa é algo que o corpo e a mente pedem. A pausa foi em Alveringem, uma pequena aldeia no Oeste da Bélgica, próximo ao mar e não muito distante da fronteira com a França.

IMG_20191230_084440804_HDR.jpg
Amanhecer em Alveringem

E esta pausa foi bem diferente da habitual, quase uma volta ao passado já muito distante, só possível de acreditar que vivi porque há registro em foto. Foi assim que relembrei o meu bezerro da infância, quando eu tinha apenas 3 anos de idade, em terras baianas. Voltei a ter algum contato com animais domésticos que fizeram parte da minha juventude, mas que devido a traumas mal resolvidos sofri décadas de total afastamento.

IMG_20191230_125931882_HDR.jpg
Eu tive um bezerro aos 3 anos de idade

IMG_20191230_122326204_HDR.jpg
Dois simpáticos vizinhos

O ambiente foi ideal para concluir a leitura de dois livros com muitas páginas, que foram a tempo para a minha lista de 2019. Em breve, falarei deles.

Num todo, as férias foram passadas na calma do campo com escapadelas para conhecer cidades belgas e francesas que estão próximas a Alveringem, e reverenciar jovens heróis da Primeira Guerra Mundial.

O primeiro dia de 2020 nasceu sob forte nevoeiro. Capaz de reproduzir belas imagens, mas de difícil relação pessoal.

IMG_20200101_084409926.jpg
Alveringem às 8:30hs da manhã

É isso, o blog voltou! 🙂

Boas Festas na Bélgica

Durante as festas de fim de ano as cidades da Bélgica decoram suas ruas principais para aquecer os corações em tempo de muito frio. Os mercados de Natal estão presentes em várias cidades do país. Fora desta tradição encontra-se o centro político de Bruxelas. 

IMG_20191205_100545744_HDR.jpg

IMG_20191205_100720429_HDR


IMG_20191205_103413852.jpg
IMG_20191205_120408018_HDR.jpg
Neste post trago cenas atuais de Leuven e Bruxelas, e a experiência Imersiva Claude Monet que acontece em Bruxelas por estes dias de festas.

LEUVEN:

IMG_20191116_170431545.jpg
centro de Leuven dezembro 2019

IMG_20191116_170755515.jpg
centro de Leuven dezembro 2019

IMG_20191116_171133072.jpg
centro de Leuven dezembro 2019

BRUXELAS:

IMG_20191215_133746689_HDR.jpg
Mercado de Natal – Bolsa de Bruxelas

IMG_20191215_134033936.jpg

 

IMG_20191215_134051020

IMG_20191215_134249063.jpg

IMG_20191215_134907652.jpg

IMG_20191215_153900251.jpg

IMG_20191215_155518141.jpg

EXPERIÊNCIA IMERSIVA CLAUDE MONET (BRUXELAS):

IMG_20191215_140549456.jpg

IMG_20191215_145418602.jpg

IMG_20191215_135106129_HDR.jpg
Loja dos Smurfs em frente ao prédio da exposição Monet

E aproveito para desejar a todos boas festas, e o desejo de voltar a encontrá-los no próximo ano neste espaço com saúde e criatividade, e que a paz deixe de ser um sonho e torne-se realidade neste planeta que é a casa de todos nós, e que por isso devemos protegê-la da ganância por lucros de alguns que, infelizmente, estão no poder. 

E, assim o blog O Miau do Leão vai descansar estas 2 semanas, esperando retornar em Janeiro da próxima década. 

Um 2020 de paz e saúde para todos nós!