Clarice Lispector III

11295538_1492452611045068_7975550453685385482_n
Casa que viveu Clarice de  1925 à 1937 numa travessa da rua do Aragão no Recife

Restos do Carnaval

Clarice esperava todos os ano pelo Carnaval. As quartas-feiras de cinzas nas ruas mortas de Recife, despojadas de serpentina e confete, faziam a menina Clarice, de 8 anos, sonhar. Não participava do Carnaval, mas deixaram-na ficar até 23hs sentada nos batentes da escada da casa que morava a observar a diversão dos outros. No entanto, houve um Carnaval diferente em que com as sobras da fantasia de uma amiguinha, a mãe desta fez-lhe uma fantasia de rosa com papel crepom. Este mesmo Carnaval diferente também trouxe a piora na saúde da mãe de Clarice.

 

 

 

Clarice Lispector I
Clarice Lispector II