Bolonhesa de lentilhas

A culinária faz-me viajar sob diversas formas. O mundo dos sabores é capaz de levar ao conhecimento de outras culturas, navegar por outros idiomas e sotaques que não o materno, recordar histórias antigas, aprender sobre nutrição, etc. Esta bolonhesa de lentilhas vegan fui buscá-la no website de um supermercado português, logo recordei a passagem bíiblica entre Jacó e Esaú, e aprendi que a lentilha é uma leguminosa rica em lítio (Li), um mineral utilizado nos medicamentos para estabilizar o humor, além de ser rica em outros minerais. Aprovadíssima em casa, espero que gostem.

Ingredientes para 4 pessoas:

250 g lentilhas verdes secas 
1 c. de chá sal
500 g massa penne integral 
50 g azeite 
1 cebola
3 dentes de alho
2 folhas de louro
200 ml polpa de tomate natural
60 g cogumelos frescos laminados 
1 c. de chá pimentão-doce em pó
½ c. de chá pimenta-de-caiena em pó
½ c. de chá orégãos secos
100 g folhas de espinafres 
qb orégãos frescos picados 

Preaparação:

1. Comece por demolhar as lentilhas, colocando-as em água abundante durante a noite ou por 6 horas. Eu utilizei a lentilha em lata.

2. Uma vez demolhadas, coza as lentilhas num tacho (panela) com o dobro da água por 10 a 15 minutos (não coza demais). Quando estiverem quase cozidas adicione metade do sal. Escorra a água das lentilhas e reserve-as.

3. Num outro tacho (panela), coza a massa com água temperada com o restante sal, segundo as instruções da embalagem.

4. Num wok, junte o azeite com a cebola e o alho descascados e picados, e as folhas de louro. Deixe saltear e adicione a polpa de tomate. Deixe cozinhar por 4 minutos e de seguida acrescente os cogumelos laminados e deixe cozinhar por mais 4 minutos.

5. Junte ao wok as lentilhas e as especiarias e mexa. Prove e rectifique os temperos. Adicione um pouco de água se achar necessário e deixe apurar por 5 minutos.

6. Por fim, corte os espinafres grosseiramente, junte-os ao preparado e apague o lume. O calor irá cozinhar os espinafres.

7. Sirva a massa numa taça e adicione, por cima, a bolonhesa de lentilhas. Polvilhe com os orégãos frescos.

Até ao próximo post!

As belezas do outono

O outono é uma estação, que para mim é difícil de ser ultrapassada. Eu passo a estação desejando uma rápida aproximação do dia 21 de dezembro. Com o inverno já consigo me entender. 🙂

Mesmo assim, não posso deixar de reconhecer algumas belezas desta estação. Estas imagens são do meu quintal. Ao tirar as fotos pensei na teoria do caos. Qual terá sido a mudança, talvez até pequenina, no início do evento de formação desses cogumelos geométricos que gerou essas formações ? Quanto às folhas deixei de apanhá-las, e passei a esperar que o vento decida onde quer deixá-las, pelo menos enquanto dure o outono. 🙂

IMG_20191014_151757040.jpg

IMG_20191014_151832873.jpg

IMG_20191014_151850997.jpg

Até ao pŕóximo post! 😉