Strudel de alheira

É quase fim de semana vai uma dica de culinária. 😉

O Miau do Leão vai à cozinha para trazer um pouco da culinária portuguesa.  Desta vez preparei um strudel de alheira que é um enchido  típico português. Fui aos arredores de Bruxelas para comprar as alheiras no maior mercado português existente na Bélgica. É lá que também encontro algumas delícias brasileiras. A receita é do website de um supermercado português (Pingo Doce). É perfeita a combinação de alheira e maçã com um toque improvisado de espinafres substituindo os grelos da receita original. As sementes de papoila permaneceram na cobertura dando um acabamento todo especial. Acompanhei com uma salada bem composta de folhas diversas, pepino, tomate, passas, nozes, quejo feta, temperada com zatar, vinagre balsâmico e azeite português. Uma receita suficiente para 4 pessoas. Voilá! 😉

INGREDIENTES da receita original

400 g (2 unid.) alheiras de Mirandela
320 g (4 unid.) maçãs
1 c. de chá canela em pó
1 dente de alho
1 c. de sopa azeite
400 g (1 emb.) grelos congelados ( substitui por espinafres)
1 c. de chá sal
qb pimenta
230 g (1 emb.) massa folhada
1 ovo M
1 c. de sopa sementes de papoila

PREPARAÇÃO

1. Pré-aqueça o forno a 200 °C.

2. Coza as alheiras em água a ferver por cerca de 4 minutos. Retire-as da água, corte-lhes a pele e retire o recheio para uma taça. Reserve.

3. Descasque e corte as maçãs aos cubos para um tacho com um pouco de água. Junte a canela e deixe cozinhar em lume médio até as maçãs estarem macias.

4. Enquanto isso, numa frigideira, salteie o alho no azeite. Adicione os grelos e deixe cozinhar por cerca de 10 minutos em lume brando. Tempere com sal e pimenta a gosto. Reserve.

5. Desenrole a massa folhada e com a ajuda de um rolo da massa estique-a ligeiramente até que tenha um formato rectangular. Coloque-a num tabuleiro de forno forrado com papel vegetal.

6. Ponha no centro da massa uma camada de maçã, outra de grelos e outra de alheira.

7. Com a ajuda de uma faca, corte as laterais da massa em tiras e entrance-as uma a uma.

8. Pincele a massa com o ovo batido, polvilhe com as sementes de papoila e leve ao forno cerca de 12 minutos. (Deixei 25 min)

Acompanhei com salada!

Até ao próximo post!

Comer em Londres – Parte V

No dia 31 de dezembro fomos ao London Eye, e já contei como foi aqui no blog.  E, logo mais à noite tivemos que voltar para ver o London Eye, desta vez do outro lado da margem do Tamisa, em grande festa da virada de ano.

Então, pensamos em voltar para onde ficamos hospedados e jantar num restaurante brasileiro próximo, mas depois lembramos que era dia 31 e podia não estar aberto para o jantar. Eis que surgiu a culinária portuguesa à nossa frente, através do Nando’s Restaurant.  Foi assim que decidimos entrar sob o encanto no galo de Barcelos à entrada do restaurante. Pelo cardápio afixado na parte exterior notava-se que não íamos encontrar a culinária tradicional portuguesa, mas sim algo que lembraria, enfim um restaurante de influência portuguesa.

O Nando’s surgiu na África do Sul, e foi isso que sentimos no interior do restaurante com uma decoração luso-africana, e a música ambiente também variava pelo mundo lusófono. Enfim, de alguma forma nos sentimos em casa. E, isso era o mais importante. Enquanto escolhíamos os pratos, começou a cair uma forte chuva. Foi só neste momento que vimos chuva em Londres e no dia da nossa partida. Tivemos muita sorte! 😊

O funcionário vem nos explicar como funcionam os pedidos. Primeiro, temos que decidir quanto ao molho, o peri-ometer, são 5 tipos que vão do suave ao extra picante. Fazemos a escolha do prato e podemos escolher 2 acompanhamentos. Quanto às bebidas optamos pela escolha livre da quantidade de refrigerantes. Todos nós estávamos com muita saudade do tempero português para o frango, e estava mesmo com sabor de Portugal.

Recentemente, li uma notícia negativa sobre o Nando’s, que dizia que usavam batata frita congelada. Um dos meus filhos escolheu como acompanhamento batata frita, mas não se queixou 🙂 , e como hoje em dia estamos cercados de fake news… O Nando’s é hoje uma cadeia que está presente em vários países. O site do restaurante é bastante alegre com muitas fotos com cores de África e também vídeos ( https://www.nandos.com/ ). Enfim, não é o que se pode dizer de um restaurante tradicional português, mas estava tudo saboroso. Aliás, não temos do que nos queixar dos sabores que encontramos em Londres.

Vamos ver as fotos? Vem comigo…

IMG_20171231_150230584.jpg

IMG_20171231_150233404.jpg

IMG_20171231_150241402.jpg

 

Tot ziens! 😉