Identidade

Inicio um espaço novo no Blog, “citações“. Serão curtos e interessantes trechos que vou lendo, para refletir, discutir, um pouco de tudo. Sempre acompanhado de uma música. No menu “citações” recoloquei outros posts anteriores no mesmo sentido.

Quando conseguirem que Portugal se transforme sinceramente numa nação europeia o país deixará de existir. Repare: os portugueses construíram a sua identidade por oposição à Europa, ao Reino de Castela, e como estavam encurralados lançaram-se ao mar e vieram ter aqui, fundaram o Brasil, colonizaram África. Ou seja, escolheram não ser europeus.
(Personagem Plácido Domingo no livro Um Estranho em Goa, José Eduardo Agualusa)

Trago a música A velha Europa, do B. Fachada, que é o nome artístico de Bernardo Cruz Fachada. Deixo a letra da canção abaixo do vídeo. Uma doce música com um toque de pureza. E espero o seu comentário sobre a citação e/ou a música.

Quando chegares à velha europa, amor,
Tira umas fotos com um bom compositor
Se ele te piscar o olho, nem hesites em dizer “doutor,
O meu marido queria ser como o senhor”
Quando chegares à velha europa em flor
Quero que arranjes um amante sedutor
Se ele te pedir divórcio, nem hesites em dizer “amor,
O meu marido não tem culpa, não, senhor”
Quando chegares à velha europa atrás
De alguma coisa que afinal não satisfaz
Tenta lembrar-te dos carinhos que eu te dei se fores capaz
E não me troques por beijinhos de rapaz
Quando chegares da velha europa, amor,
Eu já terei pintado o quarto de outra cor
Para entreter durante a tua longa ausência o meu pavor
De me perder sem o teu fio condutor
Perguntei ao vento se trazia um cabelinho teu
E até ao momento o raio do vento não me respondeu

Até ao próximo post!

Albânia e suas imagens inesquecíveis

Nossas andanças pela Albânia registraram cenas incríveis. Algumas delas parecem de outro tempo, que pensávamos não mais existir na Europa. Muitas outras não puderam ser registradas por questão de segurança, mas ficaram registradas em nossas memórias.

FB_IMG_1565628041801.jpg
Paisagem próxima a Gjirokastër

Valeu muito a pena subir e descer a serra, enfrentar suas curvas, e vislumbrar um presente como esta paisagem acima. Albânia foi inesquecível! E ainda tanto para vos contar.

Foi muito frequente as cenas das fotos a seguir. Animais na estrada, algumas vezes em curvas, completamente inocentes quanto ao perigo. Cenas que não imaginava encontrar em pleno século XXI. Felizmente, não presenciamos nenhuma cena de horror. Foi gratificante vê-los.

FB_IMG_1565115466115.jpg
Asnos em plena estrada de uma aldeia que é preciso atravessar para seguir viagem

received_481118466020071.jpeg
Em estrada na serra que segue o litoral

received_2463679900527005.jpeg
Em outro trecho da mesma estrada. Só havia esta estrada para ligar ao Sul do país.

received_1591371824340815.jpeg
Ovelhas na estrada seguindo caminho

Enquanto visitávamos o “Blue Eye“, que ainda farei um post, fomos agraciados por estas harmoniosas borboletas.

received_709294769483166.jpeg
Em Blue Eye

received_1110562932472678.jpeg
Em Blue Eye

Vimos na encosta da estrada a presença de casinhas de abelhas, e voltamos a vê-las na capital Tirana. Os populares vendiam o mel em alguns pontos seguros para estacionar.

received_435464127052303.jpeg
casas para as abelhas na estrada

IMG_20190818_163310564_HDR.jpg
casas para abelhas em Tirana

Em Livadhi, uma praia que estivemos, encontramos uma plantinha muito suspeita. Tinha um cheiro diferente e um aspecto suspeito. As plantações de cannabis na Albânia já deram o que falar em notícias. Não sei se era um exemplar, mas deu motivo para risos. Ela vai voltar a ser mencionada em post futuro. 😉

received_1336679703161964.jpeg

received_1139844052867679.jpeg

Entre uma curva e outra, ou numa aldeia albanesa, símbolos da forte religiosidade presente no país. A presença da religião cristã num país de forte presença muçulmana. Também na berma da estrada eram muitas as homenagens aos mortos na estrada, mas não fotografei.

received_495006187995606.jpeg
igreja numa aldeia

received_745257869266366.jpeg
capela isolada na estrada

Uma imagem que víamos com frequência era a de peluches pendurados em residências. O mais frequente eram ursinhos. Os albaneses acreditam que afugentam o mau olhado, outros pensam que afastam a inveja, ou ainda que afastam a figura do diabo. Esse costume iniciou nos anos 70 por influência grega e italiana. No entanto, há quem acredite que seja um símbolo do capitalismo.

received_378356639515822.jpeg
peluches protetores

Passeando pelas ruas de Gjirokastër, encontrei essa boa desculpa para ser gordo. Sem dúvida, uma placa divertida! 🙂

IMG_20190811_144129147.jpg
ha ha ha

Toda essa aventura em terras albanesas, que venho contando começou logo no primeiro dia, no caminho Tirana-Himarë, com um engano na leitura do gps, que acabou por nos levar por um caminho que parecia mais apropriado para carroça. Não pensem mal das estradas albanesas, pois a qualidade do piso das estradas albanesas era mais satisfatória do que a de alguns trechos do Sul da Bélgica.

received_1497079910433663
No domínio do carro

Espero por vocês, queridos seguidores, para continuar contando sobre mais cenas desta aventura em terras albanesas.

Até ao próximo post! 😉

Dica para trabalhar e estudar na Europa II

Este é o segundo post que O Miau do Leão traz sobre este tema. Hoje trago mais 2 dicas. Se você não leu o primeiro post do tema, então aconselho a lê-lo antes deste. Você pode vê-lo aqui.

 
A primeira dica é o site: http://www.toplanguagejobs.ie/
Neste site há a possibilidade de você procurar emprego que necessite de conhecimento em português.

A segunda dica é o site: https://www.eurodicas.com.br/
Ele apresenta informações sobre alguns países da Europa. Como morar, como trabalhar, custo de vida, entre outras informações. Eu achei o site bastante interessante. Não posso verificar se as informações são realistas para todos os países que citam, mas quanto a Portugal, um dos países que já vivi, achei as informações realistas. Quanto aos outros países citados só estive como turista. Vale lembrar que Portugal pode ser o primeiro passo para se ir trabalhar para outro país, principalmente em algumas áreas como medicina, enfermagem, informática e algumas engenharias.

Espero que estas dicas sejam úteis para as vossas vidas. Se puderes diz-me o que tens achado dessas dicas nos comentários.

Tot ziens! 😉

 

 

 

7 dicas para estudar e trabalhar na Europa

Quando estive no Brasil, em Julho passado, notei que o Brasil estava pior do que eu lia nos jornais. E, que não foi algo que se deteriorizou da noite para o dia.
Conheci alguns jovens com muito talento e com paixão por sua profissão, mas com desejo de partir do Brasil. Uma crise em todas as áreas de funcionamento de um país e sem perspectiva de melhora aprofunda esta vontade. E, ainda mais, um círculo vicioso de corrupção e roubo, mas faz.
Por isso, resolvi escrever este post e criar uma área no blog O Miau do Leão para tentar ajudar. Desde já, explico que não vou arranjar emprego para você, quem me dera! Eu vou tentar encontrar algumas oportunidades na Europa, o resto do trabalho é seu.
O que seria “o resto do trabalho” ? Bem, a primeira dica é para que invista em educação, e em obter conhecimento. Como deve imaginar, o dominar o inglês (falar e escrever) é o primeiro passo. Você já domina o inglês? Então, busque aprender outros idiomas como o francês e o espanhol, ou se você tem em mente um país que desejaria viver, então comece a aprender o idioma deste país desejado ainda no Brasil.
A segunda dica é a construção do seu curriculum vitae. Pesquise na intenet, os modelos de currículo para Europa. Geralmente, não ultrapassar duas folhas. Invista também em especialização em sua área de formação. Um alto nível de profissionalismo é muito importante.
Você tem filhos e preocuapa-se com a adaptação deles em novo país? Não se preocupe. As crianças adaptam-se e aprendem o idioma mais rápido que um adulto.
Quando a formação de uma pessoa é realizada em outro continente, o seu diploma deverá passar por um processo de equivalência em uma universidade do país que você deseja ir viver. E, esse caminho caberá a você descobrir. Com uma possibilidade de emprego, é muito possível que o seu empregador ajude neste caminho.
Os possíveis caminhos que eu venha a apresentar aqui no blog, caberá a você checá-lo. Como? Enviando um email com carta de apresentação e seu currículo, em inglês. Pesquise o site da empresa! Muitas empresas fazem a entrevista via Skype, por exemplo. Então, este dado de contato deverá ser informado.
Nunca vá viver para outro país sem a certeza de um emprego já ao sair do Brasil, pois você poderá correr um forte risco de passar imensas dificuldades, risco de deportação, e até mesmo vir a cair em redes de traficantes.

Para começar já com sugestões, a primeira dica que vou dar é para aqueles que ainda estão a fazer graduação, para aqueles que pretendem fazer pós-graduação e doutorado. Visitem a página do Projeto Erasmus, procure saber se a sua universidade participa deste projeto. Segue o site com informações: Erasmus Mundus Brasil.

A segunda dica diz respeito a plataforma Linkedin. Cada vez mais tem surgido oportunidades de emprego nesta plataforma.

A terceira dica diz respeito a uma outra plataforma de emprego que está em português e opera em 27 países. Chama-se Neuvoo.

A quarta dica é a plataforma Monster, que também abrange uma lista considerável de países.

A quinta dica é o site IrishJobs, da Irlanda, que permite buscar empregos através de agências de recrutamento ou direto com o empregador.

A sexta dica também diz respeito à Irlanda: Recruit Ireland.

A sétima dica de procura de emprego é para Portugal. O site é Alerta Emprego.

Espero que estas dicas venham a ajudar.

Até a próxima!
O Miau