Eurovisão 2021

Começa hoje o festival da canção na Holanda. A Holanda foi a última vencedora. Em 2020 não foi possível a realização do evento devido a pandemia.
Este ano serão 39 países participantes, que estarão divididos em duas semi-finais.
Hoje será dia da participação da Bélgica na primeira semi-final. O país tem boas possibilidades, afinal conta com uma banda de peso, o Hooverphonic. O trio participará com sua melhor formação, e para isso inscreveram uma nova música. E fizeram bem! Eu sou suspeita, pois gosto muito do trio da cidade que vivo.
Portugal, infelizmente, vem cantando em inglês. Para mim, é uma pena. Observar que a Itália, a França e Espanha cantarão em seus idiomas respectivos.

O Eurovisão tem perdido algum respeito, na minha opinião. Alguns países apelam no visual, ou em algum tipo de vitimização, em detrimento do que está mesmo em conta num festival de música. Depois o processo de votação nem sempre é justo, permitindo situações em que se vota no “amiguinho”, por exemplo, não estranhe a Grécia dar muitos pontos para o Chipre, e vice-versa. De qualquer maneira, e em tempos de pandemia, sempre é uma possibilidade de distração, de conhecer outros países e suas línguas.
Segue o vídeo com um resumo da música que cada participante defenderá. Qual a sua música preferida ?

Até ao próximo post!

P.S.: Penso que será possível acompanhar via YouTuBe.

Bélgica no Eurovision 2018

Sim, a Bélgica já conhece a sua representante para o Eurovision 2018, que será em Lisboa, no mês de Maio. Será em Lisboa, pois Portugal foi o último vencedor.

O concurso tem suas críticas, mas a verdade é que mexe com toda Europa, e não só. Faz sucesso na Austrália, por exemplo. E, já desperta curiosidade no Brasil.

Laura Groeseneken, mais conhecida como Sennek, é quem representará a Bélgica com a canção “A matter of time”.

A cantora também compõe músicas, e tem trabalhos em conjunto com Alex Callier (Hooverphonic). Além disso, trabalha no setor de marketing do IKEA.

A música tem um toque de Hooverphonic, um toque de canção a la James Bond. Vamos ver como será recebida pelo público e jurados. Pelo menos tem uma bonita letra, bom ritmo e boa aparência da interprete, que também conta.

Apesar de algumas injustiças no concurso, gosto muito de vê-lo. Uma disputa pacífica! Acho que a Bélgica está investindo forte no marketing da música, e é possível chegar entre as 10 primeiras colocadas. A Bélgica que em 2016 (com Laura Tesoro) e em 2017 (com Blanche) conseguiu estar entre as 10 finalistas. E, tem visto o seu vizinho rival Holanda ficar sempre para trás. Eu já ouvi a música da Holanda, e mais uma vez, a Bélgica deverá ficar à frente do vizinho.

Vamos conhecer a música? Digam nos comentários o que acharam da canção.

Tot ziens ! 😉