Clarice Lispector V

alma-c.jpeg
Elisa (Leah), mãe Marieta (Mania) e Clarice (Chaya)

Medo da eternidade

A ideia de eternidade surgiu na vida de Clarice em forma de chiclete. Nunca se acaba, parece história de príncipes e fadas que dava medo. Sua irmã mais velha comprou-lhe o seu primeiro chiclete. Era cor de rosa, e ao perder o sabor transformou-se em cinzento. Pareceu-lhe o elixir do longo prazer. No entanto, não foi bem assim que sentiu a novidade, e então deu um jeito de se livrar da massa cinzenta, mentindo para a irmã, que lhe prometeu dar outro em breve. Clarice sentiu algum remorso pela mentira.

P.S.: A irmã mais velha chamava-se Leah, mas quando emigrou da Ucrânia para o Brasil teve o seu nome alterado para Elisa. Ela também foi escritora e publicou sete romances e três livros de contos. Elisa Lispector faleceu no dia 6 de janeiro de 1989. Clarice Lispector a 9 de dezembro de 1977. Eram 3 irmãs: Elisa (Leah), Clarice (Chaya) e Tanya (a única da família que não teve o nome alterado). A irmã Tanya Lispector está atualmente com 104 anos.

Clarice I
Clarice II
Clarice III
Clarice IV