Baú Aberto 6

Esse post é especial por 2 motivos.

O primeiro motivo é por ser o Baú 6, o meu número preferido.

O segundo motivo é que o blog está quase a alcançar os 400 seguidores. É um número pequeno comparado com outros blogs. No entanto, significa muito para mim que comecei em Outubro de 2014 como forma de me ajudar na integração à Bélgica.

Então, lembrei que nunca revelei a minha face aos meus queridos seguidores, e apenas 2 deles já conhecem a minha face de outras paragens. Eu não gosto muito de ser fotografada. Um dia, o meu filho mais novo, o Miguel, de 11 anos, tirou-me uma fotografia minha e do irmão, sem percebermos. Estávamos em Waterloo, Bélgica, Outubro de 2017. Quando cheguei à casa e fui organizar as fotos, é que vi a foto surpresa e, simplesmente, adoreiiiiiii. Ele pegou-nos em uma pose natural, e achei que ficou uma foto muito estilosa, com um ângulo interessante, os nossos olhares, enfim… parecia uma capa para cd. Rsrsrs O meu filho mais velho, o que está na foto, chama-se Raphael e tem 15 anos. Ambos são portugueses. Adoroooo estar em companhia deles. São tantas emoções! Rsrsrsrs  Ok, também vou revelar a minha idade…. Vou fazer a meio deste ano um upgrade para 5.0 Rsrsrs  E, o meu nome verdadeiro é Silvana (O Miau).

IMG_20171101_155502222

Já que eu achei que parecemos uma dupla de artista na foto, então escolhi uma música que gostaria de ter cantado com ele. Espero que gostem da música.

 

Tot ziens! 😉

Dica para trabalhar e estudar na Europa II

Este é o segundo post que O Miau do Leão traz sobre este tema. Hoje trago mais 2 dicas. Se você não leu o primeiro post do tema, então aconselho a lê-lo antes deste. Você pode vê-lo aqui.

 
A primeira dica é o site: http://www.toplanguagejobs.ie/
Neste site há a possibilidade de você procurar emprego que necessite de conhecimento em português.

A segunda dica é o site: https://www.eurodicas.com.br/
Ele apresenta informações sobre alguns países da Europa. Como morar, como trabalhar, custo de vida, entre outras informações. Eu achei o site bastante interessante. Não posso verificar se as informações são realistas para todos os países que citam, mas quanto a Portugal, um dos países que já vivi, achei as informações realistas. Quanto aos outros países citados só estive como turista. Vale lembrar que Portugal pode ser o primeiro passo para se ir trabalhar para outro país, principalmente em algumas áreas como medicina, enfermagem, informática e algumas engenharias.

Espero que estas dicas sejam úteis para as vossas vidas. Se puderes diz-me o que tens achado dessas dicas nos comentários.

Tot ziens! 😉

 

 

 

7 dicas para estudar e trabalhar na Europa

Quando estive no Brasil, em Julho passado, notei que o Brasil estava pior do que eu lia nos jornais. E, que não foi algo que se deteriorizou da noite para o dia.
Conheci alguns jovens com muito talento e com paixão por sua profissão, mas com desejo de partir do Brasil. Uma crise em todas as áreas de funcionamento de um país e sem perspectiva de melhora aprofunda esta vontade. E, ainda mais, um círculo vicioso de corrupção e roubo, mas faz.
Por isso, resolvi escrever este post e criar uma área no blog O Miau do Leão para tentar ajudar. Desde já, explico que não vou arranjar emprego para você, quem me dera! Eu vou tentar encontrar algumas oportunidades na Europa, o resto do trabalho é seu.
O que seria “o resto do trabalho” ? Bem, a primeira dica é para que invista em educação, e em obter conhecimento. Como deve imaginar, o dominar o inglês (falar e escrever) é o primeiro passo. Você já domina o inglês? Então, busque aprender outros idiomas como o francês e o espanhol, ou se você tem em mente um país que desejaria viver, então comece a aprender o idioma deste país desejado ainda no Brasil.
A segunda dica é a construção do seu curriculum vitae. Pesquise na intenet, os modelos de currículo para Europa. Geralmente, não ultrapassar duas folhas. Invista também em especialização em sua área de formação. Um alto nível de profissionalismo é muito importante.
Você tem filhos e preocuapa-se com a adaptação deles em novo país? Não se preocupe. As crianças adaptam-se e aprendem o idioma mais rápido que um adulto.
Quando a formação de uma pessoa é realizada em outro continente, o seu diploma deverá passar por um processo de equivalência em uma universidade do país que você deseja ir viver. E, esse caminho caberá a você descobrir. Com uma possibilidade de emprego, é muito possível que o seu empregador ajude neste caminho.
Os possíveis caminhos que eu venha a apresentar aqui no blog, caberá a você checá-lo. Como? Enviando um email com carta de apresentação e seu currículo, em inglês. Pesquise o site da empresa! Muitas empresas fazem a entrevista via Skype, por exemplo. Então, este dado de contato deverá ser informado.
Nunca vá viver para outro país sem a certeza de um emprego já ao sair do Brasil, pois você poderá correr um forte risco de passar imensas dificuldades, risco de deportação, e até mesmo vir a cair em redes de traficantes.

Para começar já com sugestões, a primeira dica que vou dar é para aqueles que ainda estão a fazer graduação, para aqueles que pretendem fazer pós-graduação e doutorado. Visitem a página do Projeto Erasmus, procure saber se a sua universidade participa deste projeto. Segue o site com informações: Erasmus Mundus Brasil.

A segunda dica diz respeito a plataforma Linkedin. Cada vez mais tem surgido oportunidades de emprego nesta plataforma.

A terceira dica diz respeito a uma outra plataforma de emprego que está em português e opera em 27 países. Chama-se Neuvoo.

A quarta dica é a plataforma Monster, que também abrange uma lista considerável de países.

A quinta dica é o site IrishJobs, da Irlanda, que permite buscar empregos através de agências de recrutamento ou direto com o empregador.

A sexta dica também diz respeito à Irlanda: Recruit Ireland.

A sétima dica de procura de emprego é para Portugal. O site é Alerta Emprego.

Espero que estas dicas venham a ajudar.

Até a próxima!
O Miau