Polignano a Mare, Volare…

Seguindo com as aventuras no Sul de Itália… Almoçamos em Alberobello e seguimos para Polignano a Mare. Sempre a descer por entre curvas até voltar a estar ao nível do mar.

Chegando à Polignano a Mare deixamos o carro em um amplo estacionamento pago próximo ao centro da cidade. Estava bastante calor e chegando ao centro a prioridade foi ir à um café para beber o que estivesse mais fresco possível.

Já hidratados, então passei a dar as ordens (hahaha): Quero ir até a estátua em homenagem ao grande Domenico Modugno, que escreveu e cantou vários clássicos da música popular italiana, incluindo o enorme sucesso internacional “Volare” (Nel Blu Dipinto di Blu)!

IMG_20180730_151017363.jpg
Domenico Modugno

Então, aconteceu a cena “Vai mãe, vai!”, e eu vou mesmo. Hahaha “Volare oh oh, Cantare oh oh”. Eu e ele, que nasceu aqui.

received_294059791330357.jpeg
“Vai mãe, vai!”. Senti-me uma diva hahahaha

Polignano a Mare que faz jus ao seu nome de origem grega “no mar”. Tiramos fotos belíssimas, que mar de cor tão bela! Que vontade de saltar com roupa e tudo para aquele atraente mar. E por falar em saltar, realiza-se nesta cidade italiana, o campeonato mundial de mergulhos Red Bull Cliff Diving World, que é quando atletas do mundo todo saltam do alto do penhasco da cidade antiga.

IMG_20180730_151525201_HDR.jpg

IMG_20180730_155836571.jpg

Seguimos para andar pelas ruas da cidade antiga e imagens em forma de rascunho surgiam em portas, placas de contadores de energia, escadas,… Fui observar melhor e era pura poesia. Há um poeta desconhecido em Polignano a Mare, que espalha poesia como se fossem flores. Polignano a Mare é linda por todos os lados.

IMG_20180730_161321056.jpg

IMG_20180730_161746105_BURST000_COVER_TOP.jpg

Caminhar por entre as ruas da cidade antiga foi muito prazeroso. As casas, os pátios, … convidavam a permanecer por lá por muito mais tempo.

IMG_20180730_160803445

IMG_20180730_161149118_BURST000_COVER_TOP

IMG_20180730_161637728_HDR.jpg

Polignano a Mare tem uma herança romana que vale a pena ser visitada como os restos da estrada Appia Traiana aberta entre 108 e 110 dC, e ligava Roma à Brindisi passando por Polignano a Mare e fazendo desta um importante centro comercial.

No entanto, as imagens de sua costa era algo imensamente belo. Algo inesquecível. Mais um!

IMG_20180730_161443967_HDR.jpg

IMG_20180730_161450760_HDR.jpg

IMG_20180730_162104673_HDR.jpg

IMG_20180730_162650711_HDR.jpg

A visita à Polignano a Mare  foi concluída com um saboroso gelato numa tradicional gelateria situada num largo em frente às portas de entrada para a cidade antiga.

Segue mais um filme que fiz que mostrará ainda mais encantos de Polignano a Mare. Vem comigo! 😉

Até a próxima! 🙂

Anúncios

Um vídeo de profunda poesia

Ontem foi comemorado na Bélgica flamenga e Holanda, o dia da poesia. Todos os anos é comemorado na terceira quinta-feira de Janeiro. Eu escrevi sobre isto ontem aqui.
Eu vi, ontem, este divertido vídeo da tv belga één, e tentei traduzir para que percebam a cena. Eu ri bastante ou será que deveria chorar?! 

O diálogo:

Os rapazes fazem o trabalho de casa que eu gostaria de ver, diz o senhor.
Nós estamos fazendo algo pela poesia, diz um dos jovens (camisa amarela).
– Poesia? Hum… isso dá-me muito prazer, diz o senhor.
O menino diz: – isso é estúpido
O senhor pergunta: – O que é estúpido?
– Isso não é nada estúpido, diz o senhor. O senhor motiva-os: Estive ocupado com poesia por anos. É um enriquecimento tão grande, meninos. Isso é um enriquecimento da alma, do espírito, do sentimento. É crescimento, tornar-se adulto… Como vocês está preso? Onde você está preso? O que tem você já?
– O menino diz: O céu é azul.
O senhor diz: – Sim…O céu é azul, isso é bom rapaz. O céu é azul. Bonito…
– O senhor pergunta ao outro menino : E você, rapaz? Deve você também fazer poesia?
– E o outro menino responde: sim, senhor.
O senhor diz: Ah, isso é bonito, rapaz. E você pensa que muito bem pode… Humm? Você é um pequeno artista? O que você já escreveu?
– Flores separam a relva no jardim, diz o mais novo.
– O senhor diz que é fantástico, isso prova você bem. Flores separam a relva no jardim, isso é magnifico. Eu interrompi você, vá em frente, rapaz.
– O menino continua: Flores separam a relva no jardim, o xixi é amarelo e o cocó é castanho.
Fim

Tot ziens! 🙂

Dia da Poesia na Bélgica, 2018

Hoje é mais um dia da poesia na Bélgica (flamenga) e Holanda. Desde 2000, a última quinta-feira de janeiro é para apreciar, escrever e homenagear a poesia. Bibliotecas e escolas fazem defesa à poesia.

Minha prenda para a poesia no seu dia, é relembrar a poesia que fiz para meus filhos em holandês. Não é nada fácil rimar em holandês. Temos sorte por ter nascido sobre o manto de uma língua latina, é bem mais fácil em português. 😊

Mijn zoontjes (Meus filhinhos)

Ik ben een moeder    Eu sou uma mãe
ik heb twee vogeltjes    Eu tenho dois passarinhos
zij eten graag chocoladepoeder    Eles gostam de comer chocolate em pó
zij zijn ook uiltjes.    Eles são também corujinhas.

Zij openen zijn oogjes    Eles abrem seus olhinhos
het is nog donker en koud     É ainda escuro e frio
maar het lijkt als regenboogies    Mais parece como arco-íris
zij kosten meer dan goud.    Eles valem mais que ouro.

Zij zijn kampioenen    Eles são campeões
zij schaken    Jogam xadrez
met veel visioenen    Com muitas visões
hun spel maken.    O jogo deles fazem.

Zij hebben enkele bekers    Eles têm algumas taças
zijn leus is melden    Seu lema é participar
wij zullen proberen    Nós vamos tentar
zij zijn mijn helden.    Eles são meus hérois.

SiL

http://www.poezieweek.com/

http://www.poeziecentrum.be/

De Gedichtendag 2016

download

É o dia das poesias comemorado na região flamenga da Bélgica desde o ano 2000, e sempre na última quinta-feira do mês de Janeiro. A partir do ano 2013 passou a ser o primeiro dia da semana da poesia. Assim, em 2016, o dia da poesia foi no passado dia 28 de Janeiro.
Eventos e atividades são organizadas por toda a região para que todos possam ter contato com a poesia, bem como ter a oportunidade de elaborá-la e fazê-la ser divulgada. Participam escolas, bibliotecas, livrarias e até mesmo empresas são convidadas a espalhar o amor pela poesia.
E mais sobre a semana da poesia pode ser conhecida no web-site www.poezieweek.com E, informações sobre as edições anteriores em www.poeziecentrum.be
Com pouco tempo a viver na Flandres, ainda tenho muito a conhecer sobre a poesia flamenga e seus poetas. No entanto, o importante é participar ! E assim, no grupo Babilonië, também colaborei para viver o dia da poesia. Não foi fácil escolher uma poesia da literatura brasileira e portuguesa e tentar traduzi-la. Não apenas porque ainda sou uma aprendiz do nível básico do neerlandês, mas porque é difícil expressar o original do sentimento de uma poesia em outro idioma, e ainda tentar conservar a musicalidade da rima.
Tentei ousar, desafiei-me e criei uma singela poesia em neerlandês em homenagem aos meus filhos. Com o pensamento em português, o dicionário e a gramática ao lado, lá foram surgindo os versinhos.
Li todas as poesias com falhas de pronúncia, mas com muito gosto. No próximo ano espero fazer melhor. Também ouvi, no grupo Babilonië, e com muito gosto, poesias de outros colegas participantes. O resultado desta manhã de poesia mostro-vos a seguir.
Fiquei sensibilizada com a importância que os flamengos dão a poesia, uma verdadeira paixão com muito respeito, que resolvi embarcar neste mundo poético e com este post darei início a divulgação de poesias flamengas.

E viva a poesia !

Tot ziens! 😉

No meio do caminho In het midden van de weg
(Carlos Drummond de Andrade)

No meio do caminho tinha uma pedra In het midden van de weg was er een steen
Tinha uma pedra no meio do caminho Er was een steen in het midden van de weg
Tinha uma pedra Er was een steen
No meio do caminho tinha uma pedra. In het midden van de weg was er een steen.

Nunca me esquecerei desse acontecimento Ik zal nooit vergeten dit evenement
Na vida de minhas retinas tão fatigadas. In het leven van veel moe netvliezen.

Nunca me esquecerei que no meio do caminho Ik zal nooit vergeten dit evenement
Tinha uma pedra Er was een steen
Tinha uma pedra no meio do caminho Er was een steen in het midden van de weg
No meio do caminho tinha uma pedra. In het midden van de weg was er een steen.

Arte de amar Kunst van houden van
(José Saramago)

Metidos nesta pele que nos refuta Op de huid dat ons tegenspreken
Dois somos, o mesmo que inimigos Wij zijn twee, gelijk aan vijanden
Grande coisa, afinal é o suor Grote ding, zo het is het zweet
(Assim já o diziam os antigos): (Zo al zeiden hun de ouden):
Sem ele, a vida não seria luta, Zonder hem, het leven zou niet een strijd zijn,
Nem o amor amor. En de liefde ook niet de liefde.

Mijn zoontjes (Meus filhinhos)

Ik ben een moeder Eu sou uma mãe
ik heb twee vogeltjes Eu tenho dois passarinhos
zij eten graag chocoladepoeder Eles gostam de comer chocolate em pó
zij zijn ook uiltjes. Eles são também corujinhas.

Zij openen zijn oogjes Eles abrem seus olhinhos
het is nog donker en koud É ainda escuro e frio
maar het lijkt als regenboogies Mais parece como arco-íris
zij kosten meer dan goud. Eles valem mais que ouro.

Zij zijn kampioenen Eles são campeões
zij schaken Jogam xadrez
met veel visioenen Com muitas visões
hun spel maken. O jogo deles fazem.

Zij hebben enkele bekers Eles têm algumas taças
zijn leus is melden Seu lema é participar
wij zullen proberen Nós vamos tentar
zij zijn mijn helden. Eles são meus hérois.

Kat en Hond
(Eric van Britsom)

Ik hou niet van honden, Eu não gosto de cães,
en ook niet van paarden. e também não de cavalos.

Honden en paarden doen teveel Cães e cavalos fazem muito
wat mensen zeggen. o que as pessoas dizem.

Poezen niet, Gatinhos não,
zij doen hun eigen ding. Eles fazem as coisas próprias deles.

Alleen, altijd onvoorspelbaar, Apenas, sempre imprevisível,
en af en toe: poeslief. e ocasionalmente: amável.