Carneiros à vista

Praia dos Carneiros é o novo point de Pernambuco.

Minha família organizou o passeio com uma agência de viagem. Eu não estou acostumada a fazer turismo desta forma, mas disseram que era uma forma segura de turismo no Brasil. Acatei.

Assim sendo, pegamos um ônibus da agência em Porto de Galinhas. Chegando à praia de Carneiros, uma surpresa. Havia um certo aspeto de praia privada, e depois confirmada. Eu não sabia desta informação.

Eu já conhecia algumas privadas no Caribe, em Curaçao. E, não sou contra a existência deste modelo de praia, desde que preservem as praias públicas limpas, com estacionamento público e com venda de alimentação organizada em estabelecimentos que sigam as condições higiénicas e preços democráticos, bem como acesso a instalações para sua higiene corporal.

Descendo do ônibus, fomos levados para tirar fotos, e depois compramos ou não a recordação. Não me recordo muito bem, mas acho que a foto custou 20 reais com um chaveiro também com a foto.  Vi uma placa indicando o preço do estacionamento para carros, 30 Reais. Achei caro !!! Pagamos na Sardenha (Itália) 5€, ou seja, aproximadamente metade.

O estabelecimento chama-se Bora Bora. Toda a decoração estava muito bem adequada, e feita para agradar turistas, especialmente de fora. Quando li o menu do estabelecimento, os pratos oferecidos estavam de acordo com o paladar de um turista do exterior, do que ele espera comer no Brasil, muito peixe, algum frango, e apenas um prato de carne (filé mignon). Quanto aos preços era, sem dúvida, para turista de fora do Brasil. Só vivendo de Euro, Dólar americano e Libra para aqueles preços. E, isso não é justo para com os brasileiros! O atendimento deixa um pouco a desejar, pois é demorado, sem falar que notei não terem cuidado em repetir o pedido para que não haja confusões depois. Poucas instalações sanitárias para a quantidade de frequentadores. Na hora de pagar, até que foi engraçado…. O funcionário do caixa digitou o valor da minha conta e disse um sonoro e divertido: Oxente!! Eu engato e entro na brincadeira: Oxente não, menino! Tu digitaste um valor alto e a tua máquininha devolve o número pequeno, né?! E ele com a mão na cabeça diz: É. Eu: é nada não, menino…olha para o meu cartão, ele é internacional. Tu tens que alterar a tua máquininha, aí deve ter um botão para Real. E ele: É mesmo, todo contente com a magia.

Havia um passeio de catamarã no pacote da agência de turismo, mas neste dia, um grupo organizado fez um protesto contra os catamarãs do estabelecimento e das agências, pois o grupo estava sem condições de sobreviver, visto que os turistas não os contratavam. Bem Brasil! E eu não estava a gostar nada da demora e fui até à beira da praia. Encontrei um Brasil bem diferente do Brasil dentro do estabelecimento. Vários comerciantes que tentavam ganhar o seu pão e o protesto. Pode parecer esnobe, mas a verdade é que não estou mais acostumada a essa realidade, porque simplesmente não é justo para uma sociedade digna. Eu vejo falhas na estrutura comercial em lidar com a situação, vejo falhas no grupo de protesto, e quem vem de outro Estado ou país é que paga pela situação.

Após horas, fomos fazer o passeio. O passeio teve que ser encurtado no tempo previsto, pegamos chuva e poucos minutos para desfrutar do famoso banho de lama. Os vendedores de sabonetes e cremes da lama também deviam estar apreensivos com a não chegada dos turistas.

Então, vamos ver um pouco do cenário da praia dos Carneiros em fotos.

IMG_20170719_102728342

IMG_20170719_134017820

IMG_20170719_134046089

IMG_20170719_134305121

IMG_20170719_135259954

IMG_20170719_142048782.jpg

Tot ziens! 🙂