7ª dia: Show de luzes em Hong Kong

O Show de Luzes é uma homenagem de Hong Kong à cidade e seu povo. Ele acontece todos os dias às 20hs, e dura aproximadamente 15 minutos.

Depois de visitar a aldeia de Tai O, pegamos um bus que nos levou até a estação de ferry, pegamos o ferry com destino à Hong Kong e depois, outro ferry para Kowloon. Parece incrível, mas chegamos com alguma folga de tempo em Kowloon. Tudo foi possível neste longo dia, graças à nossa organização e tomar cedo o café da manhã no hotel.

Já que tínhamos algum tempo até o início do show de luzes fomos até próximo ao Parque Central de Kowloon e fui rever uns bonecos simpáticos que havia avistado do outro lado da rua. Era o Fun Park de um patrocinador, talvez um evento temporário. Adivinhem qual escolhi para tirar uma foto ! 🙂

IMG_20180407_174740294.jpg

IMG_20180407_174750936.jpg

Depois seguimos para a Promenade de Kowloon. Passamos novamente pelo Jardim dos Artistas, e aproveitamos para mais algumas fotos, junto às mãos de Jackie Chan, e na estátua de Bruce Lee.

IMG_20180407_182826040.jpg
Mãos do Jackie Chan

IMG_20180407_182843600.jpg

IMG_20180407_201933083_LL.jpg
Bruce Lee

Nós tentamos chegar à tempo do show de luzes nos dias anteriores desta viagem, mas não conseguimos. Ficou mesmo para o penúltimo dia, e tinha de dar certo, pois era a nossa última oportunidade. E deu! Ficamos no lado de Kowloon, na Promenade Tim Sha Tsui.

IMG_20180407_195954780_LL.jpg

IMG_20180407_200414152_LL.jpg

O espetáculo não nos impressionou muito. Parece que o show de luzes é mais espetacular durante feriados e datas especiais. O que vimos foram as luzes de importantes prédios como HSBC Building e Bank of China Building, bem como alguns canhões de luzes. Não ouvimos nenhuma música.

Depois de um dia de muitas atrações seguimos para o hotel e jantamos no shopping Moko que tem ligação com o Royal Plaza Hotel. Escolhemos o Jamie Oliver’s Super Sandwiches. Esperava mais sabor, mas além da sopa que estava deliciosa nada nos impressionou: classic beef & caramelized onion burger with french fries, beef lasagna with french fries, Oliver’s master club with french fries (já comi esta opção melhor em Albufeira, Portugal).

IMG_20180407_205837605.jpg

IMG_20180407_210139646.jpg

IMG_20180407_210144481.jpg

IMG_20180407_210149279.jpg

Vamos ver um vídeo curto de como foi o show de luzes. 😉

Até ao último post sobre a viagem à Hong Kong! 😉

Nas ruas e Ladies Market de Kowloon, HK

Continuando a aventura em Hong Kong…. Sim, eu fui à China! 😊

Descansamos o primeiro dia, e no segundo fomos com coragem às primeiras aventuras.

O nosso hotel estava bem localizado em Mong Kok, Kowloon (outra margem da Ilha de Hong Kong). O interessante da localização é que pelo hotel tínhamos acesso a uma estação do metro e a um belo shopping (Moko) com cerca de 5 andares e muito bem servido. Durante todo o período de estadia decorreu uma feira com produtos chineses no térreo deste shopping. Muitas lojas de artigos em ouro que eram recolhidos da vitrine durante o fecho do shopping.

Caminhamos para a estação apenas para comprar o cartão Octoplus que permite utilizar o metro, e que depois viemos a descobrir outras facilidades deste cartão como comprar bebidas na estação marítima de Hong Kong, e mesmo usar na travessia da balsa de Kowloon para Hong Kong. O cartão deve ser individual e vem carregado com 100 HK$, ou seja, 10€. Deu para muitas viagens, e só voltamos a carregá-lo quase no último dia. O que sobrar é devolvido. Em nosso caso sobrou tão pouco (cêntimos de euro) que não valia a pena perdemos tempo no aeroporto.

Comprado os cartões. Fomos para a rua! Primeiro contato foi logo uma carga direta de calor, que para quem saiu dos 6º C para os 24ºC e com umidade… Imaginem só! 😊 Primeira observação da rua foi de um ambiente limpo, e foi o que notei ao longo dos dias em toda a Hong Kong e ilhas. A limpeza quase sempre era feita por pessoas de idade, de uniforme e bem protegidas do Sol. Acho que foi, talvez, o único retrato que vi de uma China comunista que tanto falam. Os táxis tinham como cor o vermelho.

Pelas ruas de Mong Kok, em Kowloon, continuamos a andar até chegar ao falado Ladies Market. Foi como voltar à Recife, minha terra natal. No início, a feira apresenta muitas frutas, e muitas frutas que eu já conhecia, típicas de um clima tropical, como a manga, goiaba, jambo, pitomba, papaia, pitaia (fruta do dragão), jaca, coco verde, entre outras. Todas muito bem apresentadas e com os preços bem indicados. Em seguida, chegamos a um mercado mais diversificado desde roupas, sapatos, souvenirs, bolsas, cintos, bijuteria… Foi quando vimos alguns artigos falsos como os da Nike, que tinha um pequenino corninho que fazia a diferença do original. 😊 Neste espaço do Ladies Market, a regra é regatear. Para isso o(a) comerciante dá-te uma calculadora para você digitar o preço que oferece pelo produto. Ela olha, e responde com outra proposta. E, assim vai… Confesso, que não tenho paciência para este jogo. O meu filho mais novo fez isso com um par de cintos.

Seguem as fotos do shopping Moko, da nossa primeira imagem à pé e do Ladies Market.

IMG_20180402_120917029.jpg

IMG_20180402_121650811.jpg

IMG_20180402_122611421_HDR

IMG_20180402_123109215_HDR

IMG_20180402_123727490_HDR

IMG_20180402_123823903.jpg

IMG_20180402_124307865_HDR

IMG_20180402_130256848_HDR.jpg

Até mais aventuras em Hong Kong!