Um dia em Atenas, Grécia

Tenho vindo a falar sobre a ilha grega Skiathos. Chegou a vez da difícil despedida e pegar o avião para Atenas. A escala em Atenas era de um dia, então porque não aproveitar para conhecer este tesouro da humanidade.
Chegamos ao hotel, no centro, bem perto da Acropolis, tomamos a refeição da manhã e seguimos logo para conhecer o máximo possível.
Enfrentamos uma pequena fila para entrar na Acropolis. Já dentro, andamos muito e subindo-descendo. Não importava o cansaço, estavámos onde todos deveriam ir durante sua vida. Pensar que cada centímetro quadrado daquele lugar tem tanta história para contar da nossa civilização. É arrepiante, emocionante! Pessoas de diversas nacionalidades completamente surpreendidas com a grandeza daquelas construções.
Lá em cima ainda tem-se uma vista geral de Atenas que tem muito pouco verde e o ar um pouco carregado de poluição, mas não foi dos piores dias neste aspecto.
Depois de percorrer todo o recinto, ainda fomos conhecer outras construções exteriores, mas tivemos que apreciar apenas por fora. Infelizmente, as atrações históricas fecham muito cedo. É preciso ter muita atenção aos horários caso você deseje visitar.
Assim, seguimos para descobrir um pouco das ruas de Atenas. Vimos uma Atenas que sofre com a crise econômica. É mesmo uma pena! Uma explosão de mini comércio, alguns ciganos e mendigos com deficiências extremas. Hoje a Grécia não sofre apenas com a economia, mas sofre também com a chegada de refugiados.
Mesmo assim é uma cidade muito agradável de se conhecer. Pode-se dizer que é uma cidade barata para o turista e com uma oferta de alimentação extraordinariamente saborosa.
Vem conhecer um pouco mais de Atenas em fotos e vídeo. Vem comigo!

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Passando as bilheteiras, essa é a primeira vista desta grandiosa construção

 

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Aqui sentei um pouco a imaginar como era antigamente. Emocionante.

 

P8240167.JPG
Vista de onde eu estava sentada

 

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Subir e subir

 

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Cada espaço, uam história

 

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Continuar a subir e começar a admirar Atenas

 

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Cheguei ao tesouro máximo. Tanta gente!

 

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Já no topo a explorar os monumentos

 

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
O exuberante Parthenon

 

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
A bandeira da Grécia no topo

 

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Descemos e avistamos de longe o Parthenon

 

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Caminhando pelo espaço Ágora

 

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Local de culto no espaço Ágora

 

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
o museu

 

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Uma vista geral finalizando a caminhada

 

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Não foi possível visitar este monumento por dentro devido o horário

 

 

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Mais um monumento encerrado para visitas

 

 

P8240196.JPG
E mais outro fechado

 

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Fomos caminhar por Atenas

 

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
As ruazinhas de Atenas

 

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Um bar com interessante coleção de garrafas

Tot ziens! 🙂

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Plane Spotting em Skiathos

Venho falando em anteriores posts sobre um pouco da minha experiência em conhecer Skiathos, uma das ilhas gregas.
Skiathos não é só praia, gastronomia, cultura, religiosidade, história; é também muita adrenalina ao fazer plane spotting.
Um dos lugares mais famosos para fazer plane spotting é a ilha caribenha Sint Maarten.  Pois, Skiathos é a Sint Maarten da Europa.
O plane spotting é um hobby muito praticado à volta do mundo, que consiste em observar, fotografar e filmar os transportes aéreos. Há sites especializados no assunto.
Bem, mas nós fomos passar por esta experiência de forma amadora, mas o resultado não ficou mal apesar do medo. Confiram as fotos e o filme…

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Lá vem o avião!
P8120055.JPG
Sobre minha cabeça!

O filme…

Tot ziens! 🙂

Kastro, em Skiathos, Grécia

Tenho mostrado belas praias em Skiathos, mas estamos em território grego, portanto há muito de história para se conhecer. E assim, fomos desfrutar da praia de Kastro, mas também tomar um banho de conhecimento na aldeia de Kastro.
Suas ruínas datam da Idade Média. Um castelo construído no século XIV. Os habitantes da ilha deixaram este pequeno paraíso para fugirem dos piratas.
Para chegar até a aldeia de Kastro prepare-se para encontrar estradas com curvas, partes em terra e alguns trechos em pedra. A área de estacionamento é pequena, então é bom chegar cedo e preparar-se para uma caminhada até as ruínas. No entanto, todo o esforço vale a pena. O ambiente é lindo!
Depois do caminho em terra, e de subir alguma escadaria, você encontrará igrejas antigas que poderá visitar. Um simpático senhor grego abordará você, e talvez você tenha uma aula de história como tivemos. Para nossa surpresa, ele sabia um pouco de português, porque foi marinheiro.
No ponto mais alto da rocha que abriga a aldeia está a bandeira da Grécia.
Bem, depois é só descer o caminho em terra e desfrutar da praia de Kastro e dos sabores gregos que encontrarás na taverna.
Vamos ver as fotos e o vídeo? Vem comigo…

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Vista de todo o ambiente
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Começando a caminhada até as ruínas de Kastro
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Vista da praia
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Quase chegando à aldeia de Kastro
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Vista fantástica do outro lado da aldeia
P8200136.JPG
Ruínas históricas
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Dentro da aldeia, uma antiga igreja
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Vista da praia
P8200140.JPG
Bandeira da Grécia no ponto mais alto de Kastro
P8200141.JPG
Uma vista geral da aldeia de Kastro
P8200142.JPG
Se encontrar este senhor, então converse com ele
P8200143.JPG
Na praia de Kastro
P8200155.JPG
A taverna que há na praia. Saborosos pratos gregos!
P8200156.JPG
No caminho até Kastro encontramos marcas da religiosidade grega

Tot ziens! 🙂

 

 

 

 

 

Lalaria, Skiathos – Grécia

Lalaria é assim… um sonho. Talvez, única. Acessível só por barco. Mais escolha aquele que faz o passeio apenas para esta praia, e isso só ocorre na parte da tarde. O passeio completo dura pouco mais de 2 horas.
Levar água e alimentos é uma boa ideia, já que não há nenhum estabelecimento na praia, porém o barco vende bebidas, mas pelo dobro do preço que nas lojas em terra. Também convém levar aqueles calçados especiais para andar na praia. E sabe por que? Porque a praia é constituída de pedrinhas (seixos) cinzentas. Não há areia! Daí, o nome Lalaria que é a palavra grega para os seixos.
Uma praia de beleza incrível com mar de um azul que lembra o Caribe, e falésias a cercarem-na. Há também uma rocha que formou uma espécie de ponte natural.
Bem, vamos ver as fotos e o vídeo para conhecer, essa deslumbrante praia. Vem comigo! 😉

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Tudo começa com o passeio de barco a partir da marina em Skiathos
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Chegada no paraíso
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Praia em seixos
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Vista para o lado direito da praia
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Vista para o lado esquerdo da praia
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Linda gaivota
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Vista da rocha natural
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Hora de partir do paraíso

 

Tot ziens! 🙂

 

Praia Mandraki, Skiathos, Grécia

Enquanto o clima na Bélgica não convida a passeios, enquanto não surge vontade em dias cinzentos, vou mostrando um pouco do que conheci em Skiathos, na Grécia.
A praia da vez é Mandraki. Uma praia com comprida faixa de areia num ambiente calmo e cercado pela beleza de pinhais.
O acesso até esta praia é em terra batida. O estacionamento fica um pouco afastado da praia, sob uma zona de pinheiros. Assim, convém levar logo todo o material necessário e ter cuidado para quando estacionar o carro não incomodar a passagem de outros carros.
Neta praia há uma taverna. Também é possível alugar duas espreguiçadeiras com guarda-sol em palha pelos mesmos 8€ das outras praias que já falei aqui no blog.
A água é calma e de grande beleza cristalina que combina bem com a beleza intocada de toda a sua vista.
A praia é mesmo calma, não há diversão com desportos aquáticos. Devido a natureza calma parece que é procurada por nudistas que ficam em seu lado direito, mas eu não fui conferir. No entanto, ficamos, mais uma vez, cercados por turistas italianos que faziam algum barulho.
Bem, mas nada como ver algumas fotos e o vídeo de mais uma bela praia em Skiathos.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
vista do lado direito
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Vista do lado esquerdo
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Mais uma visão do lado direito

E aqui o vídeo:

Tot ziens! 🙂

 

 

Praia Krifi Ammos, Skiathos

Esta foi a minha praia preferida em Skiathos. Todo o ambiente à volta da praia é belíssimo. O seu nome significa “areia escondida”.
Esse pequeno paraíso tem acesso fácil de carro, mas de bus tem que andar cerca de 1km e estar disposto a tomar banho de terra dos carros e motos que passam. Fique de olhos bem atentos na estrada, porque a praia não é muito vísivel devido as rochas e colinas. O carro deve ficar na estrada e você tem de descer a encosta até chegar à praia. Dá uma trabalheira, mas vale a pena! Quanto ao retorno até a estrada, sem comentários. 🙂
O mar é cristalino, e tem umas rochas que você nada facilmente até elas e pode dar uns saltos artísticos.
A praia tem uma curta faixa de areia e pedrinhas, então não é muito frequentada. Há cadeiras para alugar no valor de 8€, por duas cadeiras com sombra. Não é preciso se preocupar com alimentação, pois há uma típica taberna grega nesta praia. Não há diversões aquáticas. Uma praia no seu todo super tranquila, bem difrente de Koukounaries que fica próxima desta.
Acho que as imagens que fiz não refletem tão bem a beleza de se estar lá, mas vamos ver… vem comigo!

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Vista direita com a taberna ao fundo e encosta
P8110022.JPG
Mais uma vista do lado direito
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Água cristalina 
P8110028.JPG
Vista da estrada, praia bem escondida

Tot ziens! 🙂

 

 

Praia Koukounaries, Skiathos

Depois de já ter falado aqui sobre o centro de Skiathos e sobre comer em Skiathos, chegou a vez de começar a falar sobre as suas praias. Afinal, é a beleza de suas praias que alimentam o desejo de conhecer esta ilha grega.
Deu para perceber, enquanto lá estive, que Koukounaries é a praia mais conhecida de Skiathos, sendo assim a praia fica lotada e é destino de vários cruzeiros turísticos pelas praias da ilha. Há também uma linha de bus que liga esta praia ao centro. Enfim, facilidades para lá chegar e amplo estacionamento gratuito.
A sua areia é bem fina e cheia de mica, dando um toque dourado. A água cristalina é calma, e só, por vezes, somos presenteados por pequenas ondas simultâneas que quebram um pouco o silêncio do mar. A visita de uma casal de cisnes também fazem a festa de todos, e fez-me lembrar a telenovela brasileira Roque Santeiro.
À volta da praia somos cercados por pinheiros numa área protegida. A presença de uma lagoa repleta de peixes, patos e cisnes dá um toque especial de beleza ao ambiente da praia logo à sua entrada.
A praia oferece diversões aquáticas, bares e restaurantes. À volta de Koukounaries também há muitas instalações para hospedagem. Há pouco estaço para estender uma toalha, assim os turistas preferem alugar 2 cadeiras com sombra por 8€.
Nós ficamos hospedados nesta praia durante a nossa estadia, mas não foi a minha praia preferida, porém os meus filhos adoraram-na. Havia muitas crianças e muitos a jogarem com raquetes. Eu também achei a água mais fria que na Sardenha, mas os meus filhos diziam que não. Estavam sempre a dizer que eu sentia a água um pouco fria porque o meu referencial anterior à Sardenha era de águas frias, e agora em Koukounaries, o meu referencial era a Sardenha com suas águas mornas. Bem, não fiquei muito convencida dessa explicação.
Notei pouca presença de vendedores ambulantes. Um ponto positivo em relação à Sardenha, para mim. No entanto havia muita presença de turistas italianos que faziam algum barulho.

Vamos conhecer um pouco de Koukounaries ? Vem comigo !

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Lagoa com área protegida logo a dar boas vindas
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Sobre a lagoa indo à praia
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Koukounaries, vista à esquerda
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Koukounaries, vista à direita
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Mar tanquilo com águas cristalinas

 

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Visita dos cisnes que vivem na lagoa

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

 

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Fiquei em dúvida se lá ao fundo era outra ilha ou a costa da Gŕecia continental

Um curto filme, a seguir.

Tot ziens!

 

 

 

Comer em Skiathos, Grécia

Eu já disse aqui, que viajar também é conhecer a culinária local. Na Grécia, e no caso, em Skiathos, não podia ser de forma alguma diferente. Afinal, estamos a falar da culinária mediterrânica.
A dieta mediterrânica que é Património Imaterial da Humanidade, na Grécia revela-se não apenas nas saladas à base de tomate, pepino, cebola e azeitona kalamata, mas também na riqueza do seu azeite, do autêntico iogurte grego, do mel, do queijo feta, dos seus refogados, dos seus grelhados e dos seus frutos do mar.
Os seus grelhados com os seus temperos nos levam aos quebabs e espetadas, e viajamos num mar de sabor que é completamente inesquecível, e rico de influências de outros países do Mediterrâneo.
As sobremesas também entram no repertório, sendo a principal estrela a massa filó, em sua baclavá. Esta que de tão saborosa foi esquecida de ser fotografada por mim. Loukoumi (também conhecida como delícia turca) estava presente nas lojas para turistas, e não sobreviveram muito tempo para que eu pudesse lembrar de fotografar.
Talvez o prato grego mais conhecido seja a moussaka, uma espécie de lasanha feita com berinjela, carne moída e um molho bechamel, acompanhado de especiarias. O mais popular nas ruas é o gyros (fast food grego), as espetadas (souvlaki), ambos servidos no prato ou no pão pita.
Toda a ilha é bem servida de restaurantes com menu tipicamente grego, mas come-se especialmente bem nas tavernas que servem comida grega de forma caseira a preços acessíveis, e por isso frequentadas por nativos e turistas. Os preços dos pratos podem variar dos 3€ aos 15€.

Vem comigo saborear um pouco de culinária grega em imagens.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Moussaka
p8110029
Saladas gregas
P8200152.JPG
Salada grega de uma taverna à beira mar
p8120049
Gyros, o fast food grego com cerveja grega Mythos
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Souvlaki no prato com pão pita à parte
p8200153
Peixinhos fritos acompanhados de limão que também está presente nos pratos gregos

Bom apetite neste domingo!

Tot ziens!;)

Conhecer a Ilha de Skiathos, Grécia

As minhas últimas férias de verão foram passadas na Grécia, mais precisamente na ilha de Skiathos. Uma das ilhas mais próximas de Atenas. Chegar até lá foi uma pequena prova de fogo, ainda mais para quem tem muito medo em viajar de avião. Partida em Bruxelas, com escala em Belgrado, Atenas, e finalmente Skiathos. Tem de valer a pena o esforço! Um pouco sobre tudo isso vou falar nos próximos posts.
O post de hoje dedica-se a falar e, principalmente, mostrar o centro de Skiathos. Quando falo de centro, não é o centro geográfico, mas sim o centro onde tudo acontece, onde as ruas fervilham de pessoas, lojas, restaurantes, bares…
Toda a movimentação do centro da ilha é coroada também com belas vistas, uma pequena belíssima praia, e sinais de religiosidade do povo grego. Tudo isso acompanhado do sabor mediterrâneo com suas especiarias, marca forte na culinária grega.
As suas ruas são estreitas, algumas em escadarias, outras em ladeira. As casas são praticamente todas em branco e algumas com as portas e janelas na característica cor da Grécia, o azul. Azul e branco é uma forte presença pelas ruas, bem como alguns gatinhos que são constantes na ilha e continente. Os moradores estavam dentro de suas casas protegidos do calor que se fazia, mas foi possível avistar uma senhora viúva como as que vejo na publicidade do iogurte grego. Também avistei algumas crianças a venderem conchas do mar. Não esquecer que o país passa por uma profunda crise que de alguma se revela no cotidiano dos que lá vivem.
Diante da marina que se encontra no centro e que oferece passeios, e transportes para outras ilhas e continente desaguamos em ruas que vale a pena visitar, principalmente a rua Papadiamanti que abriga um pouco de tudo da vida na ilha.
Mais vou deixar de conversa, porque nada melhor como ver e tirarmos nossas conclusões e sentimentos com imagens. Vem comigo!

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Vista geral do centro de Skiathos
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Rua Papadiamanti
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Vista da marina
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Outra vista da marina com seus barcos que oferecem passeios
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Uma pequena maravilha de praia no centro
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Outro olhar da mesma praia acima
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Barcos de passeio
20160812_115216
Um pequeno encanto no centro
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Vista de uma praia que fica a alguns minutos do centro
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Religiosidade presente pelas ruas, 1968
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Uma rua que vai levar ao centro
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Outra rua em escadarias
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Um pequeno largo com fonte, também comum na Grécia
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Casas em branco, janelas e portas em azul

Espero que tenham apreciado.

Tot ziens! 😉

 

 

Moussaka #FaçaDiferente

O Miau está de volta! (100º post!) Eu estava em férias, em terras gregas quando recebi um email do QG dos Blogueiros sobre mais um projeto : a semana Faça Diferente. A proposta consiste em publicar algo diferente do que costumo publicar. Então, pensei em publicar uma receita de uma comida típica grega que provei e gostei, a Moussaka. E, como nunca publiquei receitas, acho que cumpro a tarefa.
Em breve, começarei a publicar posts sobre o que vi e senti na Grécia, pois ainda tenho muito que organizar das férias e para o início das aulas a 1 de Setembro. Também quero voltar a publicar sobre a Bélgica, afinal é onde vivo.

A moussaka é uma espécie de lasanha com carne moída e beringela. Ingredientes que se encontram facilmente, no entanto a sua preparação é trabalhosa, pois consiste em 3 etapas: o preparo da beringela, o preparo da carne moída e o molho bechamel. Eu retirei a receita do site all recipes devido a sua pontuação. Utiliza-se algumas especiarias, mas talvez você consiga encontrar a especiaria já pronta para este prato culinário. Segue a foto de uma das que provei em terras gregas, uma dose individual, e acompanhada de cerveja grega. A da receita é um dose familiar.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Moussaka em Skiathos, Ilha Grega
  • Molho Branco
    5 colheres (sopa) de manteiga sem sal
    6 colheres (sopa) de farinha de trigo
    3 xícaras de leite (temperatura ambiente)
    1 ½ colher (chá) de sal
    1 pitada de noz moscada
    3 ovos (separe as gemas das claras, use 3 gemas e apenas 1 das claras)
  • Beringela
    2 beringelas grandes, descascadas e cortadas ao comprido (mais ou menos 1 cm e meio)
    ½ xícara de azeite
    Sal e pimenta
  • Para a carne
    2 colheres (sopa) azeite
    ½ cebola média, picada
    3 dentes de alho, picados e amassados
    500 g de carne moída
    ½ colher (chá) orégano seco
    1 pitada de cravo-da-índia em pó
    1 colher rasa (chá) de canela em pó
    ½ colher (chá) de sal
    Pimenta-do-reino moída a gosto
    2 xícaras de tomates picados, sem pele e semente
    1 caixa (340 g) de molho de tomate.
    1 folha de louro

Modo de Preparo:

Molho branco: Em uma panela derreta a manteiga e acrescente a farinha de trigo, mexendo bem.

  1. Deixe cozinhar por aproximadamente 2 minutos, até que a farinha esteja bem cozida e dourada. Aos poucos, acrescente o leite, mexendo vigorosamente para não empelotar. Adicione o sal e a noz moscada.
  2. Mexa até ferver. Quando engrossar, retire a panela do fogo e deixe amornar por 5 a 10 minutos. Bata ligeiramente as gemas e a clara com um garfo, e então acrescente-as ao molho mexendo rapidamente com uma colher, para evitar que cozinhem antes de incorporarem ao molho.
  3. Pré aqueça o forno a 200°C. Cubra duas formas grandes com papel alumínio. Reserve.
  4. Preparando a beringela: Descasque as beringelas e corte-as no sentido do comprimento. Em seguida, pincele os dois lados de cada fatia de beringela com azeite e posicione-as na forma, sobre o papel alumínio.
  5. Tempere com sal e pimenta. e em seguida, cubra com outra folha de papel alumínio.
  6. Leve-as ao forno até que estejam macias (aproximadamente 25 minutos).
  7. Retire as berinjelas do forno e reserve.
  8. Preparando a carne: Esquente o azeite em uma panela e adicione a cebola descascada e picada. Cozinhe até que a cebola esteja dourada, mais ou menos 4 minutos. Adicione o alho picado e cozinhe por mais 1 minuto.
  9. Em seguida, acrescente a carne moída, o orégano, o cravo-da-índia e a canela em pó. Continue mexendo e vá amassando a carne com um garfo para que não forme grúmulos. Tempere com o sal e a pimenta.
  10. Deixe a carne cozinhar um pouco até perder o rosado. Então, adicione os tomates, o molho de tomate e a folha de louro. Tampe a panela e deixe o molho engrossar um pouco, por aproximadamente 15 minutos.
  11. Enquanto isso, pré aqueça o forno a 175°C.
  12. Montagem: Unte uma forma ou pirex retangular com um pouco de azeite. Coloque metade das beringelas e depois o molho com a carne. Repita o processo mais uma vez e por último coloque o molho branco por cima.
  13. Polvilhe com um pouco de queijo parmesão por cima, se preferir.
  14. Leve ao forno por 40 minutos ou até que o molho branco esteja bem dourado ou o queijo tenha derretido.
    FaçaDiferente.jpg

Tot ziens!