Clarice Lispector XXXVIII

Sábado
Clarice dizia: “o sábado é a rosa da semana, e o sábado de manhã  é quintal. Domingo de manhã  também é a rosa da semana, embora  sábado seja muito mais. Nunca vou saber por quê.”

Sábado, com sua luz
Trabalhar?  O que interessa no Sábado é puro ar.

Domingo 
Que perfume, é domingo de manhã. Terraço varrido. Liga o rádio. Almoçar tarde. Domingo ninguém tem sede. Começa a beber vinho sem a ânsia da sede.

Os perfumes da terra
A terra é perfumada. E Clarice se perfumava para intensificar o que ela era. Perfumar-se é uma sabedoria instintiva. É bom perfumar-se em segredo.

Teu segredo 
Flores envenenadas na jarra. Roxas, azuis, encarnadas, atapetam o ar. Que riqueza de hospital. Nunca vi mais belas e mais perigosas. É assim então o teu segredo. Teu segredo é tão parecido contigo que nada me revela além do que já sei. E sei tão pouco como se o teu enigma fosse eu. Assim como tu és o meu.

Até ao próximo post!