Rumo às Alagoas

Alagoas é o Estado a seguir a Pernambuco em direção ao Sul. Tão perto e ainda não conhecia. Conhecia a Bahia, mas Alagoas sempre foi passagem.

O passeio foi realizado conforme minha família desejava, ou seja, com agência de viagem, que se encontram em toda a orla da praia de Pajuçara, em Maceió. A mim coube ver a hospedagem e a utilização do Airbnb que parece algo novo por lá, pelo menos para minha família. Acertei um apartamento confortável à beira mar, e não tenho nenhum ponto negativo a relatar com a experiência, tudo foi encontrado e acertado dentro da experiência que temos na Europa. E até 2 livros em holandês encontramos no apartamento. Rsrs

 

Como já disse, não estou acostumada a fazer turismo desta forma. Eu não vi nada que impedisse um turismo com carro alugado, chegar numa praia e se não gostar partir para outra descoberta, mas acatei a decisão antes de ouvir ….pensas que aqui é a Europa?

Ficamos em Pajuçara (ou Pajussara), mas nos aconselharam a não tomar banho nesta praia devido a poluição. Vocês vão ver as fotos a seguir. Triste! Infelizmente, é a velha história de que esgotamento sanitário não dá voto. Fizemos algumas refeições em Pajuçara, e encontrei muitas ofertas de restaurantes com self service, algo que não é comum na Europa. E é algo que também não estou acostumada. Isso não quer dizer que eu ache self service mal. Os que acompanham o blog já devem ter percebido que gosto de tirar fotos dos pratos da culinária local, e nesta viagem, não consegui seguir o padrão de outras viagens.

 

O primeiro passeio foi para a Praia do Francês. O ônibus da agência pegou-nos na orla e seguimos a apanhar outros turistas em seus hotéis. Quando começa o passeio, o guia começa a fazer as brincadeira de praxe: Bom dia, pessoal ! Ah, gostei não, vamos lá de novo. Bom dia pessoal! E, a seguir vai falando um pouco de história do Estado. Um berço da literatura e política do Brasil.  Chegamos à Praia do Francês. Descer do ônibus e tirar foto para depois comprar ou não. Chegando à praia ficamos no restaurante designado pela agência. Bem, para quem está acostumada a pesquisar TripAdvisor sobre restaurantes e caminhar para lá e para cá lendo o menu, imagina a minha situação de cordeirinho. Rsrs Depois hora para almoçar, hora para sair, hora para passeio no catamarã,… A praia é belíssima mesmo para um mês de chuvas. Lá chegou a hora do passeio de catamarã, o que para as crianças sempre é uma festa. No barco só estavam brasileiros do Centro e Sul do país. Na praia ao Sol eram vendidas as delícias nordestinas de sempre, mas havia um certo território demarcado, e pairava no ar uma suspeita do tipo: vai consumir ou não vai? Eu sentindo o stress do senhor: Olhe, senhora, é para comprar aqui comigo, tá vendo Zé do Cocktail (já não lembro bem o nome). Daqui a pouco, vem o senhor: Olhe senhora, o Dida já provou aqui o meu cocktail. Lá fui eu buscar o Dida no meu arquivo. Hum… o Dida da seleção? Sim, senhora, e a atriz tal. Essa o meu arquivo de dados falhou, devia ser alguém da nova geração. Até para me livrar daquele stress, pedi logo os coquetéis e paguei. Lolllll Não há problema, eu gosto de exercitar a paciência. Hora de voltar para o ônibus. Alguém se desvinculou do rebanho e nada de aparecer. Quem estava dentro do ônibus dava mil e uma solução. Após quase uma hora de espera, encontrados os cordeiros perdidos, nenhuma desculpa por parte deles, para nós que esperávamos dentro do ônibus. A agência fez o pedido de desculpas protocolar.

Chegando a Pajuçara, fomos planejando o passeio para o dia seguinte. Outra praia escolhida e com outra agência. Decidimos por Praia do Gunga. Vale lembrar que essas agências não fazem todos os dias todas as praias em disposição. No dia seguinte, o mesmo processo da outra agência. Não havia aula de história, apenas algumas informações. Há um miradouro para a praia e ver aquele “mar” de coqueiros foi emocionante. Meus filhos, que são portugueses, simplesmente adoraram a vista. Chegando à praia, confesso que a beleza desapareceu um pouco. De perto não era tão bonita. Rsrsrs  É que a praia do Gunga é uma mistura de mar e lagoa, no que resulta uma tonalidade que dá impressão de mar poluído. Era tempo de chuvas e a temperatura da água também não estava agradável. Se estivéssemos com um carro alugado poderíamos ter ido para outra praia. Há alguns restaurantes, porém menos no que na praia do Francês, e mais uma vez tivemos que ficar no restaurante determinado pela agência.

Eu achei a orla de Maceió mais segura que a de Boa Viagem, no Recife. No entanto, passei uma situação desagradável na orla de Pajaçura. Eu estava à procura de um restaurante típico, que eu sabia mais ou menos onde ficava. Prefiro tentar me orientar no espaço do que perguntar, mas nem todos são assim, e fiz a vontade dos outros e parei para perguntar a 2 taxistas que estavam sentados numa esquina. Eu sentia que estávamos bem perto do restaurante. Um dos taxistas fez questão de nos levar de táxi, sem cobrar, dizia ele. Como sempre recebi alertas para ter cuidado, não aceitei. Eu disse ao senhor que queria saber só a direção, pois eu sabia que estávamos próximos. O senhor taxista não gostou da minha negação ao “seu favor”, e ficou bravejando ao ponto de me chamar de má educada. Eu que fui má educada, gente? Vocês não vão nem acreditar! A tal esquina que eles estavam era a rua do restaurante. O outro taxista sinalizou a rua para mim sem falar, teve esta bondade. Chegamos ao restaurante e contei o que se passou à funcionária que estava à frente como angariadora. Ela perguntou-me quem foi o taxista. Eu não sabia. Apontei para a esquina e fiz uma rápida descrição física. A funcionária disse: deixe comigo, ele não vai receber a refeição quando alcançar os dez turistas angariados. Fiquei pasma! Ora, se o senhor tivesse sido sincero comigo, por exemplo…olhe, senhora, eu levo a senhora de táxi sem cobrar, porque quando faço isso ganho pontos e posso receber um prato de almoço. Eu teria entendido, mas a forma como agiu, sinto muito, não vejo como correta.

Vamos ver as fotos e vídeo? Vem comigo.

IMG_20170716_094801056
Praia de Pajuçara
IMG_20170716_100515513_HDR
Praia de Pajuçara

IMG_20170716_100852177_BURST000_COVER_TOP

IMG_20170716_110742645_HDR.jpg
Praia Pajuçara

 

IMG_20170714_081551661_HDR
Prédio histórico de Maceió
IMG_20170714_081639845_HDR.jpg
Mural em Maceió

IMG_20170714_083450758_HDR

IMG_20170714_084250323

IMG_20170715_100431256.jpg
Praia do Francês
IMG_20170714_122719216.jpg
Praia do Francês
IMG_20170714_130355419.jpg
Arrecifes na Praia do Francês
IMG_20170714_123446673_HDR.jpg
Piscinas naturais
IMG_20170714_152836765_HDR.jpg
Vista em Maceió
IMG_20170715_152500865_HDR.jpg
Miradouro sob a Barra de São Miguel e Praia do Guga
Untitled.jpg
Praia doo Guga

 

Tot ziens! 🙂

 

 

 

2 comentários sobre “Rumo às Alagoas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s