Mercado de Natal em Brugge

Tempo de Natal é tempo de mercado de Natal. Há diversos mercados por toda a Bélgica. Claro, os mais famosos são os das grandes cidades, mas há também em pequenas cidades, mesmo que em curto espaço de tempo.

Ontem à noite fomos, em mais um ano, visitar o mercado de Natal de Brugge. A cidade que é uma das Venezas do Norte têm suas ruas, praças e lojas decoradas para celebrar as festas de fim de ano e bem receber os visitantes de todo o mundo. O seu mercado de Natal encontra-se no Grote Markt da cidade e em outra praça próxima. No mercado que se encontra no Grote Markt também há uma pista de gelo que faz a festa para as pessoas de todas as idades. Estava uma noite bem fria 2ªC, mas a sensação que é o que na verdade conta estava abaixo de zero, com certeza.

As lojas da cidade estão com as montras decorada para a época. Uma das casas de chocolates mais conhecida da cidade confeccionou a sua montra em chocolate com ursos polares e macacos.

Vamos ver um pouco em fotos e filme ?

IMG_20171209_195753143
Grote Markt de Brugge, vista geral

IMG_20171209_195901312

IMG_20171209_200956522_HDR.jpg
pista de gelo, Brugge
IMG_20171209_201629725_HDR.jpg
tendas de comidas no mercado de Natal no Grote Markt

IMG_20171209_201644163_HDR

IMG_20171209_201757758_HDR
artesanato
IMG_20171209_201919165_HDR.jpg
artesenato feito á mão
IMG_20171209_202225729_HDR
tenda divertida
IMG_20171209_202320045_HDR
e as bicicletas todas estacionadas
IMG_20171209_203914460_HDR.jpg
a minha preferida, queijo!
IMG_20171209_205730018_HDR.jpg
Montra de uma loja sofisticada
IMG_20171209_203206361_HDR
loja de chocolates
IMG_20171209_203334794_HDR
Insira uma legenda

Tot ziens! 🙂

 

 

Anúncios

Árvore das Chupetas (Chuchas)

Outro dia estava a passear pelo parque, que fica no centro de Sint-Niklaas (Bélgica) e observei uma árvore diferente, aproximei-me e para minha surpresa era uma bela árvore de chupetas (chuchas). Ao lado estava uma placa e indicava o nome Tuttenboom (árvore das chupetas, em holandês). É uma iniciativa da instituição JCI( Câmara Internacional Junior) na sequência dos países escandinavos e a pedido das associações de terapeutas de fala e dentistas, organizam um dia da JCI Tuttenboom em algumas cidades belgas. Este dia especial foi comemorado em Sint-Niklaas a 28 de Maio, e contou com várias atividades para as crianças e seus pais, em torno da árvore. Cada cidade tem o seu dia especial.
O público alvo da campanha são as crianças entre os 2,5 a 4 anos de idade e os seus pais como forma de sensibilizar em torno das influências negativas do uso prolongado da chupeta como problemas de articulação, posição dos dentes, desenvolvimento da fala,…
Desta forma simpática, as crianças podem se despedir de suas chupetas (tutjes) junto com seus pais, e estes podem seguir um tutorial que se encontra no site abaixo para ajudar os seus filhos na despedida. Algumas chupetas levam um cartão com o nome da criança.

Mais informações em: www.tuttenboom.be

Interessante iniciativa, não acham? Vamos ver algumas fotos ? Vem comigo…

1

2

3

4

Tot ziens ! 🙂

Cidade amiga das bicicletas

Ano passado (2016), a cidade que vivo na Bélgica, Sint-Niklaas, foi eleita “cidade amiga das bicicletas”. Pequenos gestos de melhorias para os ciclistas vão se notando aos poucos. Este ano aumentou o número de vagas de estacionamento para bicicletas no centro da cidade, por exemplo.
Li sobre mais uma ajuda aos ciclistas e ontem fui experimentá-la. Para mim não me deu muito jeito porque utilizo mais a perna esquerda para descanso, mas sei que para muitos outros ciclistas, como eu, está a ser de grande ajuda. Cada novo gesto de ajuda para os ciclistas motiva-nos mais a usar a bicicleta e isso é bom para toda sociedade.

FB_IMG_1512588490376.jpg
Não sou eu na foto 🙂

Tot ziens! 🙂

Zola Jesus em Bruxelas

 

images
Zola Jesus foto do Google

Na semana passada o Miau do Leão foi à Bruxelas para assistir ao show de Zola Jesus no Beursschouwburg.
Encontrei uma uma noite fria em Bruxelas devido a um insistente vento que se fazia incomodar a todos. Uma Bruxelas parcialmente em obras, ainda em alerta devido a protestos, mas também uma Bruxelas já decorada para as festas de fim de ano e com animação de pequenos mercados de Natal espalhados um pouco pela cidade.
Chegamos um pouco cedo, e ainda deu tempo de apreciar o mercado de Natal próximo e beber um bom vinho quente. Foi a minha primeira experiência de concerto em Bruxelas. Confesso que estava ansiosa, e ainda tive que subir vários lances de escada até chegar ao último piso (ufa!), onde há um bar, uma esplanada com vista exterior, wc (0,40€) e a sala do concerto.Antes do concerto da Zola Jesus tivemos como abertura a apresentação de Devon Welsh, do Canadá. Eu não estava à espera, ele canta muito bem com acompanhamento musical ou não. Uma espetacular voz. Um visual simples, calça jeans preta e t-shirt branca. Não quis cantar no palco, desceu até nós, foi brilhante. Ele também faz apresentações em duo com Matthew Otto formando o Majical Cloudz. Estava muito próximo a nós e não quis incomodá-lo com fotos e filmagem. Foram o tempo todo pontuais e minutos depois entra a Zola Jesus, literalmente de gatas. A sala estava lotada com várias gerações e com um público eclético.
Zola Jesus é o seu nome artístico, criado por ela ainda na adolescência como forma de afastar colegas indesejáveis da escola. E, resultou! Seu verdadeiro nome é Nicole Hummel (1989), também conhecida como Nika Roza Danilova (herança russa). Ela é americana com ascendência russa. Sua música tem inspirações nos géneros industrial, gótico, dark wave entre outros. Ela estudou francês e filosofia na University of Wisconsin-Milwaukee.
Li entrevista que ela não se sente confortável em show ao vivo por lhe causar muita ansiedade e por ser muito tímida, e que somente faz shows por amor aos seus fãs.  Aliás, ela falou um pouco com a platéia, mas logo pediu desculpas, pois sente-se melhor a cantar do que a falar. O Show foi espetacular, imaginem se ela não fosse tímida! 🙂 Você pode conhecê-la mais em www.zolajesus.com

Fiquem com algumas imagens do show e alguns vídeos que também estão no canal O Miau do Leão, do YouTuBe.

IMG_20171127_195137758.jpg
Perto da Bolsa de Bruxelas

 

IMG_20171127_193250046.jpg
Apresentação na rua de grupo da Malásia

 

IMG_20171127_194222314
Vinho quente (2,50€) em copos ecológicos que devolvidos recebem 1€ de retorno
IMG_20171127_193515516.jpg
Beursschouwburg
IMG_20171127_201217170-EFFECTS
Vista a partir do local do espetáculo
IMG_20171127_201333571
Ao fundo prédio da Bolsa de Bruxelas
IMG_20171127_222348137
Zola Jesus no palco

IMG_20171127_223302636.jpg

 

 

 

 

 

Tot ziens! 😉

Algumas virtudes do Nordeste do Brasil

E chegou a vez de falar sobre a viagem ao Nordeste do Brasil, a terra onde nasci e vivi muitos anos. É difícil ver os defeitos e falar das virtudes. Estive 7 anos atrás, e parece que nada mudou. Não há preocupação pelo bem comum, nada de efetivo se fez pelo bem comum ao longo destes anos. Por favor, não tenho candidato à presidência, muito menos partido político. Vou logo avisando. Fiquei pasma a encontrar um país dividido em dois grupos, os coxinhas e os mortadelas. Dá até vontade de rir, mas é triste. Ora eu abria a boca e levava o carimbo de coxinha; ora eu abria a boca e levava o carimbo de mortadela. A verdade é que não reconheci o meu país. Não quero reconhecer como meu país, um país que agride mulheres dentro de um ônibus no centro de uma grande cidade. Não quero reconhecer como meu país, um país que levanta bandeiras de intolerância e racismo. O Brasil, quem diria, tornou-se assumidamente, racista. Quem no Brasil pode dizer que é totalmente branco ? Politicamente, as mesmas figuras de sempre na hierarquia política, e o povo parece que vai voltar a dar crédito aos mesmos de sempre, que nada fizeram pelo bem comum do povo brasileiro. Sem falar que vivendo tantos anos no estrangeiro sou obrigada a ir votar!
Bem, mas escolhi falar neste primeiro post do Brasil sobre algumas virtudes da natureza que ainda encontrei. De todas elas, a que mais gostei foi de rever um “soldadinho” dos tempos de infância que eu ia pegar no “pé de carambola”. Eu também revi a carambola que estava ácida que nem sei o que, mas continua linda como uma estrela. Os sabores do Brasil que ainda não encontrei na Bélgica: a tapioca de todo jeito, a pamonha tradicional na palha, as frutas tropicais; queijo coalho e o milho vendidos na praia sem fiscalização, os coquéteis no abacaxi com alcool ou sem alcool na praia, não esquecer da raspadinha na praia, e dos animais à solta na praia. E a dona maria farinha também deu seu o ar da graça. Este sim, é o Brasil que reconheço.

Aguardem os posts sobre as praias.

IMG_20170711_101445818
soldadinho
IMG_20170720_191001740.jpg
carambola
IMG_20170714_190128769
tapioca e guaraná
IMG_20170707_185706400.jpg
pamonha
IMG_20170712_150126330
cajú
IMG_20170709_083428158.jpg
pinha
IMG_20170718_144331525
queijo coalho
IMG_20170718_135125564.jpg
milho
IMG_20170718_150559131.jpg
raspadinha
IMG_20170712_150345692.jpg
cães na praia
IMG_20170719_105717492.jpg
maria farinha

Tot ziens! 😉

1ª Preparação para o Grande Desafio

Estamos nos preparando para o grande desafio a pé Kungsleden, a trilha do rei na Suécia. Com cerca de 440 km, entre Abisko (Norte da Suécia) e Hemavan, na maior reserva protegida da Europa. Calma! Não vamos fazê-la toda. :))

Panoramic_view_from_the_Sälka_hut_on_the_Kungsleden_trail
Desafio Kungsleden, Suécia

Para isso, pretendemos fazer uma série de treinamentos e optámos por utilizar a app Wikiloc, que é especial para descobrir e partilhar as melhores trilhas ao ar livre a pé, de bicicleta e muitas outras atividades. Há trilhas em todo o mundo!
Daí, escolhemos a primeira trilha que fizemos: Waasmunster-Sombeke. Esta trilha fica a cerca de 15 min de carro de Sint-Niklaas, onde moramos. Foram 13,58 Km, que iniciámos por volta das 10hs da manhã e terminámos em torno das 16hs. A trilha tem 30 m de ganho de elevação com nível de dificuldade fácil.
Foi um dia super agradável, num dia de bom tempo e algo que adoro fazer que é caminhar pela natureza. Podemos observar pequenos detalhes da natureza que nos escapa durante o dia a dia e conversar bastante. Apreciamos lindas borboletas, o canto de aves, flores, animais, frutos silvestres, diversos tipos de plantio e a calma de um riacho.
Passamos pelo castelo Blauwendael com seu jardim de entrada livre. Seguimos pela igreja de Waasmunster e abadia de Roosenberglaan, entrando na trilha através de bosques e riachos até a estrada nacional E17. Atravessamos a aldeia passando por uma capela particular e por algumas tavernas locais onde servem as melhores cervejas da Bélgica. Passamos por um extenso milharal com um milho doce para minha surpresa.
app Wikiloc foi extremamente útil, pois permitia sabermos a nossa real localização, o nosso nível de velocidade, a distância restante, calorias perdidas, e principalmente dava um aviso sonoro se estivéssemos a seguir a rota errada.
O 1º desafio para realizarmos o grande desafio foi concluído com sucesso.
Vem comigo ver como foi este dia! 🙂

IMG_20170902_111108531_HDR.jpg
IMG_20170902_111008763_HDR.jpg
IMG_20170902_111743263.jpg
IMG_20170902_113052586.jpg
IMG_20170902_113720903.jpg
download_20170903_174246.jpg
download_20170903_174244
IMG_20170902_113847869.jpg
IMG_20170902_114457763.jpg
IMG_20170902_115741627_HDR.jpg
IMG_20170902_120645513.jpg
IMG_20170902_121808872_HDR.jpg
IMG_20170902_124304114.jpg
IMG_20170902_132252442
IMG_20170902_134225292_HDR.jpg
IMG_20170902_141630432

Tot ziens! 😉