Tyne Cot, para não esquecer

O cemitério Tyne Cot em Zonnebeke (Bélgica), próximo a Ieper (aqui), é o maior cemitério britânico e das ex-colônias inglesas no mundo, “Commonwealth War Graves Commission” (CWGC). Estão sepultados 12000 mil soldados da Primeira Guerra Mundial. Mais de 8300 soldados nunca foram identificados. Eles morreram em batalhas em torno da cidade de Ieper (Bélgica)  entre 1914 e 1918, mas a maioria deles perderam a vida na 3a. Batalha de Ieper ou Batalha de Passendale, em 1917. 

IMG_20191230_145148996_BURST000_COVER_TOP

 

No monumento que se encontra no cemitério Tyne Cot estão gravados os nomes de 35 mil soldados britânicos e neozelandêses que morreram, quase todos, entre agosto de 1917 e novembro de 1918, e que não se conhece onde ficaram sepultados no campo de batalha.

IMG_20191230_145248091_HDR

IMG_20191230_150115024_HDR

IMG_20191230_145743375_HDR

 

Os túmulos pertences a soldados judeus possuem sobre a lápide algumas pedrinhas, uma tradição judaica.

IMG_20191230_150857419_HDR

IMG_20191230_150207490_HDR

 

Dos 205 mil soldados do Reino Britânico na Primeira Guerra Mundial que foram recordados na Bélgica, aproximadamente metade não foi conhecido o local de sepultamento. Os corpos deles nunca foram achados ou identificados. Muitos deles têm escrito na campa “Known Unto God“.

IMG_20191230_145351025_HDR

Em alguns túmlos estão sepultados mais de um corpo.

IMG_20191230_151352135_HDR
6 corpos sepultados

Não podemos esquecê-los! Não podemos deixar que volte a acontecer!

IMG_20191230_151146981
Papoilas (simbólicas) que surgiram sob o campo de batalha

Até ao próximo post!

2 imagens curiosas

Duas imagens curiosas das últimas semanas que me marcaram:

FB_IMG_1572036037658.jpg  IMG_20191119_093804592.jpg

  • Uma máquina para venda de livros na estação central de Antuérpia.
  • Uma aquisição que fiz para recordar a Remington verde que eu usava para os trabalhos da escola

Até ao próximo post! 😉

Rua Sem Nome, Bélgica

550db86.jpg

Por vezes, há coisas na Bélgica difíceis de compreender e que são resolvidas com simplicidade.

A Bélgica está sem governo, novamente, há meses, mas tudo funciona dentro da normalidade. Estamos sobre auto-gestão, no entanto cada instituição sabe o seu dever.

Aqui está outro exemplo de uma solução simples. O motivo não sei. A verdade é que existe uma rua, cujo nome é Sem Nome. Rua Sem Nome (Zonder -Naam Straat), em Gent.

Até ao próximo post ! 😉

Uma tradição portuguesa

Uma tradição portuguesa, talvez até Ibérica, mas eu tenho que torcer para minha sardinha. LoL

A queima do chouriço não é saudável, bem sei. E, logo para mim, que tento ser vegetariana, mas parece que há uma conspiração no ar. Rsrs

Apenas, um raro momento em família para convidados, que resolvi trazer para os queridos seguidores. 😉

Até ao próximo post! 😉

Corredores de flores

É preciso preservar e aumentar a biodiversidade. Neste importante trabalho, as abelhas e outros insetos são os nossos heróis. Sem eles, a verdade é que não sobreveríamos por muito tempo.

Por isso, surgem cada vez mais “corredores de flores para as abelhas”. Está de parabéns a minha cidade por também participar desta iniciativa pela preservação dos ecossistemas desde 2016. Bem perto da minha casa há alguns destes corredores. E, aqui em casa, também fazemos parte desta ideia.

São essas imagens que partilho com vocês no blog. Vamos espalhar esta positiva ideia!

IMG_20190604_162602892_HDR.jpg

IMG_20190604_162946163.jpg

received_2256025867823253.jpeg
Em casa

Até ao próximo post! 😉

Tintim de um milhão de euros!

No dia 9 de Junho li esta notícia da Sic Notícias (Portugal): Um desenho do Tintim vendido por um milhão de euros.

image.jpeg
Fonte: Diário de Notícias

Ilustração original é a capa do primeiro livro de aventuras da personagem criada pelo belga Hergé. Publicado em 13 de  fevereiro de 1930, o desenho mostra o repórter Tintim a percorrer o país dos sovietes, sentado no tronco de uma árvore.

A ilustração, a lápis e a guache, é das poucas capas nas mãos de um privado.

A identidade do vendedor e do comprador não foram reveladas. Foi vendido através de leilão em Dallas, EUA.

Curiosidade: Tintim é conhecido comoKuifje  na região flamenga da Bélgica.

Até ao próximo post!  😉

Pombo de 1,2 milhoes de euros

Um pombo de corrida belga foi vendido por 1,2 milhões de euros num leilão online. Durante quinze dias, dois chineses disputaram a compra do ex-campeão do mundo em corridas de pombos, conhecido como “Lewis Hamilton” dos pombos.

Em média, um pombo de corrida vale cerca de 2200 euros. No entanto, o dono do pombo “Armando” sabia que iria conseguir um valor superior pelo animal recordista, esperando arrecadar entre 350 e 440 mil euros.

Foi então que, nos últimos momentos do leilão, dois concorrentes chineses disputaram diretamente entre si. Cada vez que o licitante “XDDPO” aumentou a oferta em 100.000 €, o outro, “Champ Team“, oferecia um extra de 2.000 €.

Depois de uma batalha de uma hora, o “XDDPO” saiu triunfante com a oferta recorde de 1,25 milhões de euros.

Armando, que aos cinco anos termina a carreira nas corridas, vai agora viajar para a China, com o objetivo de procriar e gerar filhos campeões.

Vamos conhecer o Armando de 1,25 milhões de euros no vídeo abaixo: